Geral

Homem é condenado a 15 anos e 6 meses de prisão pelo homicídio da madrasta em Içara

O fato aconteceu em julho de 2017, no bairro Raichaski e teria sido motivado por uma discussão que acontecia entre a mulher e o pai do réu.

Foto: Divulgação

Um homem acusado de tirar a vida da madrasta foi condenado em Sessão do Tribunal do Júri da comarca de Içara, em sessão realizada nesta quarta-feira, 22/05, a 15 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado. Ele foi condenado por homicídio qualificado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, que foi atingida na cabeça por um tiro de garrucha, que causou sua morte por traumatismo crânio-encefálico. O fato aconteceu em julho de 2017, no bairro Raichaski e teria sido motivado por uma discussão que acontecia entre a mulher e o pai do réu.

Além da autoria do homicídio, o Conselho de Sentença também reconheceu o porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito. O réu terá que cumprir a pena de 15 anos e seis meses de reclusão, em regime fechado, além de pagamento de multa.

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado e duas mulheres feitas de refém em Gravatal

Ocorrência foi registrada por volta das 11h20 pela Polícia Militar. Dois suspeitos foram presos.

Tribunal de Justiça nega liberdade para homem acusado de usar até boneca vodu para aterrorizar sua ex

O homem desrespeitou as medidas protetivas concedidas anteriormente em favor da ex-companheira

Motorista que passeava por Garopaba com CNH falsa é condenado a 3,6 anos de reclusão

O documento tinha a foto dele, mas o nome era de outra pessoa. Na delegacia, os policiais descobriram a verdadeira identidade do réu e constataram que havia contra ele um mandado de prisão em aberto, por roubo tentado.

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito