Geral

Homem é condenado a 21 anos de prisão por feminicídio da ex-companheira em Tubarão

Segundo os autos, o crime aconteceu no Dia das Mães de 2019, quando o homem teria se dirigido a casa de sua ex-companheira e invadido a residência

Divulgação

Um policial militar aposentado foi condenado por homicídio triplamente qualificado, em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Tubarão, promovida na última terça-feira (27/10). Segundo os autos, o crime aconteceu no Dia das Mães de 2019, quando o homem teria se dirigido a casa de sua ex-companheira e invadido a residência, arrombando a porta da frente, e atirado duas vezes contra a cabeça da vítima​. Os disparos causaram traumatismo crânio-encefálico que foram a causa da morte. O filho da vítima estava na casa e teria presenciado o crime.

Na sessão, presidida pelo juiz Guilherme Mattei Borsoi, titular da 1ª Vara Criminal, o Conselho de Sentença reconheceu as três qualificadoras do homicídio sendo o motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio e também a causa de aumento da pena, pelo crime ter sido praticado na presença de descendente da vítima. O réu foi condenado a 21 anos e quatro meses de reclusão, em regime inicial fechado. Cabe recurso da decisão. (Ação Penal 0002532-09.2019.8.24.0075)

Notícias Relacionadas

Pedestre morre atropelado na BR-101 em Içara

Covid-19: Amrec e Amesc passam para o nível grave

Mesmo com a redução do risco em quatro regiões, os dados da dimensão de Capacidade de Atenção, que aponta a ocupação de leitos hospitalares, ainda se encontram no nível mais alto em todos os locais.

Criciúma: lojas ficam abertas até as 17h

Além de oferecer mais tempo para os consumidores fazerem suas compras e pagarem contas, a iniciativa também evita a aglomeração nos estabelecimentos, principalmente por se tratar de início de mês.

Homem morre ao tentar desatolar caminhão de serviço, em Urussanga

Ao cortar a madeira que impedia a passagem da roda do caminhão o veículo desceu e atingiu o trabalhador.