Geral

Homem é condenado a 49 anos de prisão por morte de criança de 5 anos e outros crimes

Segundo a denúncia, o réu e outras quatro pessoas, que integravam uma organização criminosa, se organizaram para demonstrar sua força para a facção rival

Divulgação

Um homem foi condenado, em sessão do Tribunal Júri promovida nesta quinta-feira (24/2) na comarca de Tubarão, a 49 anos de prisão pelo homicídio duplamente qualificado que vitimou uma menina de cinco anos e três tentativas de homicídio duplamente qualificado. A sessão de julgamento, presidida pelo juiz Guilherme Mattei Borsoi, titular da 1ª Vara Criminal da comarca, teve quase 14 horas de duração.

Segundo a denúncia, o réu e outras quatro pessoas, que integravam uma organização criminosa, se organizaram para demonstrar sua força para a facção rival, resolveram tirar a vida de um dos integrantes do grupo adversário e também vingar a morte de um membro de sua facção. Eles teriam criado um perfil falso em uma rede social, fingindo ser uma jovem, trocado mensagens e marcaram um encontro com o alvo principal do crime, um adolescente. No dia dos fatos, em maio de 2014, no bairro Dehon, na cidade-sede da comarca, o jovem chegou ao local de carro na companhia de duas mulheres e da filha de uma delas, de cinco anos. Foi então que os denunciados, dando execução ao plano e sem se importar com as demais passageiras, disparam pelo menos sete vezes contra o veículo atingindo, sem gravidade, a coxa e o pé adolescente, mas causando a morte da criança, que foi atingida por dois tiros, sendo um na cabeça.

O Conselho de Sentença reconheceu que os crimes, um homicídio e três tentativas, foram praticados por motivo torpe e mediante emboscada, além do crime conexo de corrupção de menores. O réu foi condenado a 49 anos e dois meses de reclusão, em regime inicial fechado. Ele estava preso desde março de 2019. Cabe recurso da decisão ao TJSC. (Ação Penal 0004821-80.2017.8.24.0075)​

Notícias Relacionadas

Embarcação vira com quatro pescadores no Balneário Rincão

Ocorrência foi atendida pelo Serviço Aeromédico (Saer)

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Segundo o governo, nenhuma política pública de saúde será interrompida

Homem de 57 anos é preso após tentar beijar menina de 11 anos à força, em Orleans

Fato ocorreu na Rua Aristiliano Ramos, na tarde deste sábado, dia 21.

Número de transplantes de rim caiu nos últimos dois anos

Sociedade Brasileira de Urologia lançou campanha para estimular doação