Segurança

Homem é condenado por morte de jovem durante troca de tiros em Criciúma

O conflito teria sido motivado por desavenças pessoais entre os dois réus envolvidos no crime.

Foto: Divulgação

Um jovem foi condenado a 14 anos de prisão, em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Criciúma realizada nesta quarta-feira (27) pela morte de um homem de 52 anos. A vítima foi atingida por uma bala perdida durante troca de tiros.

O Conselho de Sentença reconheceu a qualificadora de motivo fútil, pela vítima ser atingida na troca de tiros por conta de desentendimentos entre o réu e o co-réu, e que o crime resultou em perigo comum por ter sido praticado em via pública. Já o co-ré​u, foi condenado a quatro anos, em regime inicial aberto, pela tentativa de homicídio contra o réu.

O crime aconteceu em maio de 2008, no bairro Santo Antônio, na cidade-sede, e o conflito teria sido motivado por desavenças pessoais entre
os dois réus envolvidos no crime.

Colaboração: Fernanda De Maman –  Jornalista

 

Notícias Relacionadas

Justiça retira sigilo do processo ajuizado pelo Estado que resultou no bloqueio de R$ 11 milhões no caso dos respiradores

A decisão liminar foi concedida pela Justiça no dia 4 de maio, mas, após uma articulação entre a PGE e a Polícia Civil, além da retenção dos kits de testes, houve o bloqueio em conta dos R$ 11 milhões.

Por chineladas em criança de quatro anos, Tribunal de Justiça mantém condenação de padrasto em Criciúma

A criança possuía várias marcas pelo corpo, em regiões das pernas, costas e nádegas.

Justiça confirma resultado de licitação que gerou economia de R$ 12 milhões pela Saúde do Estado

A licitação foi realizada pela Secretaria da Saúde para fornecimento de ventilação domiciliar e tratamento de oxigenoterapia a pacientes catarinenses.

Justiça nega liminar e mantém decreto que fecha supermercados aos domingos em Içara

Em sua análise , o magistrado aponta que o artigo impugnado é válido, não há violação a regras de competência e não há violação ao preceito legal que prevê a manutenção das atividades essenciais.