Clima

Homem morre dormindo na rua e enrolado em cobertor na semana mais fria do ano em SC

Polícia Militar foi acionada até a rua da prefeitura da cidade, corpo não apresentava sinais de violência e policiais apontam "causas naturais" como causa da morte

Divulgação

Um homem foi encontrado morto na rua da prefeitura de Navegantes no Litoral Norte de Santa Catarina na noite desta quarta-feira (18), uma das mais frias do ano. A Polícia Militar foi acionada pelo Corpo de Bombeiros da cidade por volta das 20h, para uma ocorrência de encontro de cadáver.

Chegando ao local, os policiais encontraram o homem, identificado como Agnaldo Rosa, de 47 anos, já morto, sem sinais de violência. Um “amigo” da vítima contou que ele havia ingerido algo parecido com tomates, foram dormir e quando ele acordou o amigo já estava morto.

A temperatura em Navegantes por volta das 20h era de aproximadamente 8°C, de acordo com dados da Defesa Civil. A vítima estava em situação de rua.

Até está quinta-feira (19), a prefeitura de Navegantes não tem um sistema de abrigo para pessoas em situação de rua ou em vulnerabilidade social. De acordo com o Executivo, a Assistência Social está em tratativas para ativar um espaço que sirva como abrigo para moradores de rua durante esta época mais fria do ano.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Governo de SC autorizou investimento de R$ 722 milhões em Educação

O governador Carlos Moisés participou do ato de inauguração e valorizou o movimento que é considerado como o mais municipalista da história catarinense

Autor de roubo contra motorista de aplicativo em Criciúma é preso

Investigado pelo crime tem 23 anos

Suspeito de estuprar adolescente a caminho da escola é preso após vítima gritar por socorro em SC

Polícia Civil investiga o caso, que ocorreu em uma passarela de Joinville. Vítima tem 15 anos.

Frente fria muda paisagem em SC nesta terça-feira e traz risco de temporais e queda de granizo

Mudança no tempo começa na tarde desta terça-feira (28) e se estende até sexta-feira (1º); alteração começa nas regiões próximas à fronteira com o Rio Grande do Sul