Geral

Homem que matou a ex na véspera de Natal em SC é condenado a 27 anos de prisão

Ele respondeu pelo crime de feminicídio e duas tentativas de homicídio

Divulgação

O homem que matou a ex-companheira na véspera de Natal em Jaraguá do Sul foi condenado a mais de 27 anos de prisão em julgamento realizado na última quinta-feira (9). Ele está preso preventivamente desde o fim do ano passado e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

O réu foi denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e condenado pelo crimes de homicídio contra Thalia Ferraz, de 23 anos, e mais duas tentativas de homicídio.

O promotor sustentou que o réu praticou um homicídio qualificado pelo motivo torpe, por se tratar de feminicídio. Também defendeu que o crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima pelos diversos disparos de arma de fogo deflagrados pelo denunciado.

O Ministério Público ainda acusou o réu da prática de duas tentativas de homicídio – praticadas contra a irmã e o sobrinha da vítima, que se esconderam no banheiro – e pelo crime de disparo de arma de fogo em via pública.

A tese do Ministério Público foi integralmente acatada pelos jurados e a pena total aplicada foi de 27 anos, seis meses e três dias de reclusão, em regime inicial fechado.

Relembre o caso

O crime aconteceu por volta das 23h30 do dia 24 na rua Richard Viergutz, no bairro Rio Cerro I. O homem invadiu a residência da vítima, que se escondeu em um quarto. Ele tentou arrobar a porta, mas não conseguiu, e passou a efetuar diversos disparos na direção da mulher, acertando-a e causando a sua morte.

Em seguida, disparou contra a porta do banheiro, onde a irmã da vítima havia se escondido com o filho. Desta vez, os tiros não acertaram as pessoas, como era sua intenção, mas atravessaram a porta e atingiram o box do banheiro.

No dia seguinte, o G1 Santa Catarina divulgou uma mensagem recebida por Thalia do ex-companheiro minutos antes do crime. No texto, ele pergunta se ela “gosta de surpresa?”.

De acordo com os autos do processo, em 20 de dezembro do ano passado o réu já havia ameaçado a vítima, disparando vários tiros nas proximidades da casa onde a ex-companheira morava.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Mãe de Bolsonaro morre aos 94 anos no interior de São Paulo

Olinda Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, desde a última segunda-feira (17)

Caixa paga hoje Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 4

Valor mínimo para cada família é de R$ 400

Entenda por que está tão quente em Santa Catarina

Estado tem registrado temperaturas históricas neste início do ano, com temperaturas acima dos 40 ºC

Mulher leva mais de 20 facadas em São Ludgero; autor do crime fugiu

Um dos filhos da vítima afirmou que o homem chegou à residência a pé, entrou dentro da casa, esfaqueou a mãe e depois saiu correndo com a faca e, logo após, o possível autor fugiu do local com um veículo Fiat Uno de cor vermelha