Geral

Homem que tentou matar esposa em Braço do Norte vai a Júri hoje

O caso aconteceu em Braço do Norte, no dia 7 de junho de 2018, próximo das 17 horas.

Divulgação

Acontece no decorrer desta quarta-feira, 25 de setembro, o Júri Popular de Vanio Nazário, acusado de tentativa de homicídio qualificado contra sua esposa.

O caso aconteceu em Braço do Norte, no dia 7 de junho de 2018, próximo das 17 horas.

No final da tarde de uma quinta-feira, quando o casal se arrumava para sair e a vítima fechava as janelas da residência, localizada no bairro São Francisco de Assis, o homem atingiu a esposa com facadas na região do tórax, abdômen, mãos e braços. Lesões estas que expuseram a vítima ao risco de perder sua vida. As agressões só foram cessadas após a intervenção de vizinhos que a socorreram. Rapidamente a vítima recebeu tratamento médico adequado e eficaz.

Conforme denúncia do Ministério Público de Santa Catarina, o denunciado agiu por motivo torpe, uma vez que perpetrou o crime movido por ciúmes que sentia pela vítima, sua esposa. Eles eram casados há cerca de 20 anos.

Vanio responde por crime hediondo (Crime considerado de extrema gravidade. Em razão disso, recebe um tratamento diferenciado e mais rigoroso do que as demais infrações penais. É considerado crime inafiançável e insuscetível de graça, anistia ou indulto). O Tribunal do Júri ocorre na Câmara Municipal de São Ludgero.

Colaboração: Comunicação/Fernando Sombrio

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado e duas mulheres feitas de refém em Gravatal

Ocorrência foi registrada por volta das 11h20 pela Polícia Militar. Dois suspeitos foram presos.

Tribunal de Justiça nega liberdade para homem acusado de usar até boneca vodu para aterrorizar sua ex

O homem desrespeitou as medidas protetivas concedidas anteriormente em favor da ex-companheira

Homem fica preso nas ferragens após acidente com dois veículos na SC-108, em Criciúma

A colisão ocorreu entre dois veículos no Bairro São Simão por volta das 15h20 desta quarta-feira (11)

Estado e município de Laguna indenizarão homem que ficou cego por demora em cirurgia​

Um homem de 60 anos perdeu sua visão e será indenizado em R$ 150 mil pelo Estado e pelo município de Laguna.