Segurança

Homem salva bebê engasgada em Joinville: “fiz como se fosse com a minha filha”

Fernando Bonifácio Teixeira trabalhava em sua mecânica quando ouviu os gritos por socorro da mãe da recém-nascida

Divulgação

Nem em seus melhores sonhos Fernando Bonifácio Teixeira, de 34 anos, imaginou que o curso para gestantes feito em companhia de sua esposa há alguns meses salvaria a vida de outra criança, em pleno dia de trabalho. Ele é sócio de uma mecânica no bairro Guanabara, zona Sul de Joinville, e estava em um dia tranquilo em termos de movimento no estabelecimento. Até ouvir alguns gritos de socorro por volta das 11 horas da manhã da última quinta-feira. 

Fernando e o sócio correram até o portão de uma casa vizinha. Eles se depararam com a mãe desesperada segurando a recém-nascida que havia acabado de se engasgar e não estava correspondendo. Em um ato instintivo, Fernando imediatamente realizou manobras de primeiros socorros na tentativa de salvar a menina. 

– Quando olhei ela já estava roxinha e sem reação. Ela estava com as vias respiratórias entupidas. Protegi a cabeça dela e virei de cabeça para baixo – explica 

Ele conta que realizou o procedimento, mas o bebê continuou sem reação. Logo na sequência, ele aplicou outro procedimento de massagem cardíaca. 

Ainda sem resposta, Fernando tentou desobstruir as vias colocando os dedos na boca do recém-nascido. Neste momento, ela voltou a respirar. 

A família veio do Haiti e tem outras duas crianças de três e cinco anos de idade. A bebê tem apenas 19 dias de vida. 

– Não dava para entender o que a mãe estava falando, mas o desespero era nítido – lembra. 

– Em nenhum momento eu fiquei nervoso. Eu fiz na adrenalina e não tinha caído muito a ficha sobre o que eu tinha feito, de ter salvado uma criança. Foi automático – conta. 

O bebê foi levado ao hospital. Fernando recebeu o reconhecimento dos bombeiros que agradeceram e o parabenizaram pela perfeição das manobras. 

”Eu fiz como se fosse com a minha filha” – destaca Fernando.

Fernando conta que tem uma bebê de dois meses e, por isso, fez um curso junto com a esposa durante a gestação. Dentre as técnicas de banho e cuidados com recém-nascidos, os primeiros socorros também foram ensinados.

– A profissional comentou: Fernando, poucos pais têm essa curiosidade que você tem [sobre técnicas de socorros] – destaca. 

Ele nunca havia passado por uma situação semelhante e diz até que não sabia dessa capacidade. 

Já em casa, quando começou a se dar conta do ocorrido, a reação não poderia ter sido diferente:

– Quem diria que em um dia como esse, tão calmo, eu passaria por essa situação? A gente não sabe o dia de amanhã. Quando cheguei em casa, abracei forte a minha filha porque poderia ter sido com ela – comenta. 

Os bombeiros foram acionados enquanto Fernando realizava as manobras e chegaram em torno de cinco minutos. 

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Atleta de ciclismo de Criciúma alcança primeiro lugar na 9ª Marathon Praia do Rosa

Competição foi realizada no último fim de semana

Secretaria da Educação publica edital para a chamada de 1,5 mil servidores efetivos

Esta será a sexta chamada do Concurso Público de Ingresso no Magistério Público Estadual

Homem é encontrado morto com dois tiros no peito, em Balneário Rincão

A vítima foi encontrada no cercado de uma residência coberto por uma manta, sem sinais vitais

Homem seminu passa por mulheres na rua e causa confusão em SC

Conforme a PM, quando as mulheres o viram passando na rua seminu, uma delas mostrou desaprovar a atitude, então o homem respondeu e eles se desentenderam