Segurança

Homem se irrita por não poder desbloquear celular e história vira caso de polícia em SC

Morador do Progresso brigou com esposa após perceber que não sabia a senha do aparelho dela

Divulgação

Um celular bloqueado virou caso de polícia em Blumenau nesta terça-feira (9) ao resultar em confusão em uma casa do bairro Progresso. O homem discutiu com a esposa por não conseguir desbloquear o aparelho dela e teria usado uma arma para ameaçá-la. Ele foi preso em flagrante.

A Polícia Militar foi acionada às 17h por conta de uma ocorrência de violência doméstica. A guarnição conversou com a vítima, uma mulher de 28 anos. Ela contou que ao chegar à residência, uma discussão começou com o marido, 37, porque ele não conseguiu desbloquear o celular dela.

O homem jogou o celular no chão e pisou em cima. A filha de 12 anos presenciou a cena e passou a gravar, irritando ainda mais o autor, ainda conforme o apurado pela PM no local. Ele também arremessou o telefone da menina contra a parede.

A moradora saiu de dentro do imóvel com as filhas, mas o companheiro logo surgiu com uma arma, ameaçando tirar a própria vida para colocar a culpa nela. A PM chegou, encontrou munições e um carregador de pistola, mas não a arma. Mesmo assim, ele foi preso em flagrante por dano e posse irregular de munição. O homem já tinha outras oito passagens pela polícia.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização

Assistência Social de Criciúma entrega alimentos para instituições sociais no Parque das Nações

Ao todo, foram distribuídos 960 kg de carne, 1.500 kg de banana, 60 cestas básicas e 90 kits de legumes para 30 instituições