Geral

Hospital centenário de SC quer fazer 30 cirurgias com robô por mês após investimento de R$ 20 milhões

Os primeiros procedimentos assistidos por robô no Hospital Dona Helena foram feitos na terça-feira (4), com cirurgias para próstata e rim em pacientes de 51 e 71 anos.

Foto: Divulgação

Um hospital centenário de Joinville, no Norte de Santa Catarina, a 180 km de Florianópolis, quer passar a fazer 30 cirurgias robóticas por mês após investir cerca de R$ 20 milhões em um sistema pioneiro fabricado nos Estados Unidos.

Os primeiros procedimentos assistidos por robô no Hospital Dona Helena foram feitos na terça-feira (4), com cirurgias para próstata e rim em pacientes de 51 e 71 anos.

As cirurgias foram chefiadas pelo urologista Ernesto Reggio, médico-chefe do programa Programa de Cirurgia Robótica da unidade, que acompanhou uma equipe de 12 profissionais. Os pacientes já tiveram alta.

Segundo o especialista, essa modalidade de cirurgia se destaca por causar menos trauma e risco de comorbidades, além de garantir uma recuperação mais rápida em relação às intervenções tradicionais.

🤖 Batizado de Da Vinci Xi, o robô faz parte de um sistema fabricado pela norte-americana Intuitive Surgical, pioneira em robótica para medicina, conforme o hospital. O equipamento desembarcou em Joinville no final de abril.

Meta

A meta do hospital é alcançar, a partir de agosto ou setembro, 30 procedimentos mensais, segundo a unidade. O local tem capacidade para quatro cirurgias por dia e 28 médicos credenciados para procedimentos com a robótica até o momento.

Para atingir o plano, segundo a equipe, o hospital “trabalha na divulgação do programa, relacionamento e capacitação dos cirurgiões.”

Até o fim da tarde de quinta-feira (6), a unidade já havia recebido 20 solicitações orçamento, que aguardam liberação dos planos e/ou precificação para fechar.
Em junho, primeiro mês de atividades, a estimativa é de 15 cirurgias.
Benefícios
Reggio destaca que o uso de robôs na medicina ganhou impulso em cirurgias de próstata, mas sua utilização é ampla, em áreas como ginecologia, aparelho digestivo e tórax.

O médico Rafael Ferreira Coelho, cirurgião robótico do Hospital Sírio-Libanês (SP), convidado para as duas primeiras cirurgias no hospital, explica que o procedimento é menos agressivo que uma cirurgia tradicional.

“Permite realizar diversos procedimentos cirúrgicos complexos de maneira minimamente invasiva”, comenta.

Com informações do g1 SC

Notícias Relacionadas

Governo de SC autoriza a concessão de uso e exploração do Mirante da Serra do Rio do Rastro

O governador Jorginho Mello destacou a importância do projeto para o desenvolvimento econômico e turístico da região.

Colégio Satc promove espaço de orientação com projeto ‘Conexão Família’

Proposta envolve encontros com temáticas que impactam no desenvolvimento educacional dos alunos

ACIO promoverá capacitação sobre como solucionar conflitos, em Orleans

O treinamento será ministrado pela especialista Paola Oliveira, nos dias 24 e 25 de junho.

Homem é preso com drogas dentro de casa em Orleans

Ele foi encaminhado ao Presídio Santa Augusta