Saúde

HSJosé: setor de higienização é fundamental para entregar um serviço de excelência à comunidade

Na instituição hospitalar de Criciúma, 120 profissionais trabalham 24 horas por dia para dar atenção e levar saúde a quem precisa

Divulgação

Para garantir o funcionamento de um hospital, são vários os setores necessários para que seja levado à comunidade um serviço de excelência, priorizando a saúde, o acolhimento e o bem-estar do paciente. O setor de Higienização é um desses pilares necessários para o bom funcionamento de uma instituição. No Hospital São José de Criciúma, cerca de 120 colaboradores estão empenhados 24 horas por dia para dar atenção e entregar um ambiente sadio à comunidade.

Uma dessas profissionais é Andréia de Jesus. Natural da Bahia, há 13 anos reside em Santa Catarina e há 9 meses atua no setor de higienização do HSJosé. “Eu já trabalhei no hospital em 2008 e há nove meses tive a possibilidade de retornar para a instituição. É um trabalho que gosto muito de fazer e que faço com todo o carinho. Criamos vínculos com os pacientes, nos doamos a cada momento pensando no bem. Trabalho imaginando que estou fazendo para um familiar meu. Faço a limpeza como se fosse para mim. Se não quero um ambiente sujo, por que vou querer para os outros?”, garante Andréia.

Assim como a profissional, os trabalhadores que fazem parte do setor de higienização atuam em todas as alas da instituição fazendo o recolhimento de resíduos, as limpezas do dia a dia, e a chamada limpeza terminal, feita em todos os quartos quando o paciente desocupa o leito. “Nesta etapa é feita a limpeza do teto ao chão, passando por banheiros, móveis e tudo que se encontra no quarto. Tudo feito com técnicas específicas e produtos adequados para cada função. Todos os profissionais que fazem parte do setor de higienização participam de treinamentos e capacitações para o uso correto dos equipamentos de proteção individual”, explica a coordenadora do serviço de higienização do HSJosé, Irmã Elaine Carlos Raulino.

De acordo com a religiosa, o setor é de extrema importância para a manutenção da saúde de quem precisa do hospital. “Se não tivermos atenção total com a higiene, é muito fácil as infecções se proliferarem. Digo com toda certeza que a recuperação do paciente está diretamente ligada à higiene. Sempre falo que as pessoas que trabalham no nosso setor não são as pessoas da limpeza, são grandes profissionais de higienização que escolheram trabalhar pelas pessoas no momento mais fragilizado da vida delas, quando precisam de uma instituição de saúde. Acolhemos a todos, de todos os estados os Brasil e países, homens ou mulheres, que querem trabalhar pelo próximo”, garante Irmã Elaine.

A mesma ideia é compartilhada pela supervisora do setor, Josiane da Rosa Wolff Oliveira. “Vim de São Joaquim e estou no HSJosé há 10 anos, sendo que desses, cinco como supervisora. Comecei na limpeza até que tive uma oportunidade dentro do setor. No começo foi difícil, mas fui muito bem acolhida. Com o passar do tempo fui aprendendo e amando ainda mais o trabalho. Cada dia fazemos algo diferente, encontramos pessoas diferentes que nos motivam a seguir em frente”, aponta Josiane.

Trabalho realizado em conjunto com a SCIH

Segundo a enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HSJosé, Rita Lindemann, a higienização é um dos serviços fundamentais para controlar a infecção hospitalar, além de manter o ambiente limpo e confortável. “O trabalho exige técnica e produtos aprovados pelo serviço de infecção. O monitoramento da desinfecção dos artigos (cama hospitalar) e superfícies (parede e portas, por exemplo), é realizado a cada desocupação de leito e após a limpeza terminal, que inicia dos locais menos contaminados para os mais contaminados. O SCIH e a subchefia do serviço aplica um checklist de avaliação da limpeza. Nos casos de não conformidade, é refeito o trabalho”, explica Rita.

Segundo a enfermeira, também se comprova a eficácia dos produtos por meio da aplicação de testes microbiológicos, feitos no término da limpeza. “Sem dúvida a higienização é um serviço fundamental para recuperação do paciente, evita complicações adquiridas, como as infecções, e proporciona conforto e bem-estar durante a internação hospitalar”, garante.

Notícias Relacionadas

Sorteio da Mega-Sena deste sábado tem prêmio estimado em R$ 33 milhões

Apostas podem ser feitas até as 19h pela internet ou em lotéricas.

Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp

Órgãos de defesa do consumidor apontam problemas nas novas regras.

Pesquisadores alertam para riscos de crianças expostas a telas

Na pandemia, essa exposição aumentou

Em três meses de operação, CCR ViaCosteira realiza mais de 11 mil atendimentos na BR-101 Sul

Equipes da Concessionária atenderam a mais de 120 ocorrências por dia no período