Geral

Içarense representará o Brasil no Pré-Olímpico de Paris

Equipe de karatê do Mampituba/FME Içara também estará no Sul-Americano e no Pan-Americano.

Divulgação

Foram dias intensos, mas a atleta içarense Sabrina Pereira conquistou a vaga para representar o Brasil no Pré-Olímpico de Paris, na França. A karateca da Sociedade Recreativa Mampituba/FME Içara/Team Everaldo/Esucri/Librelato disputará a categoria feminino até 61 kg. Neste campeonato, os três primeiros colocados de cada categoria representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão.

O técnico de Karatê do Mampituba/FME Içara, Everaldo Pereira, descreveu os dias de competição como difíceis, mas explicou que Sabrina foi muito bem. “Ela conseguiu ser campeã e agora a vaga é nossa. Da Içara, do Mampituba, do Estado de Santa Catarina. O Brasil todo vai torcer pela nossa atleta!”, comemoro e completou: “Agora nós vamos fazer de tudo para estar nas Olimpíadas”.

A equipe de karatê de Içara vai representar o Brasil também no Sul-Americano e no Pan-Americano. Foram duas vagas: no Kata Equipe com as atletas Sabrina Pereira, Carolaini Pereira e Thayane Teixeira; e no Kumitê até 55kg com a atleta Carolaini Pereira. “Estou muito feliz, muito realizado. Foram dias intensos, dias de treinamento forte em Ribeirão Preto. Foram dois dias em concentração, descansando e estudando os nossos adversários. Viemos para São Paulo e foram mais três dias de competição”, detalhou Everaldo Pereira.

O diretor de Rendimentos do Mampituba, Reginaldo Kanarek, frisou que ter atletas do Mampituba representando a Seleção Brasileira nos principais eventos do esporte mundial, antes de mais nada, é um motivo de orgulho para todos que participam da formação de atletas. “No ano de 2019, em Lima, conquistamos dois bronzes no Tênis de Mesa no Parapan-americano e um bronze no Karatê nos jogos Pan-Americanos, consolidando a nossa parceria com a CBC neste desafio de formar atletas de alto rendimento”, disse.

Kanarek esclareceu que cada convocação de um atleta ou profissional do Clube para representar o Brasil, reforça a capacidade do Mampituba de entrar para o hall de clubes esportivos brasileiros. “Estamos trabalhando forte para 2020 se transformar num ano histórico na formação de atletas do Mampituba. Não somente com as possibilidades de conquistas, mas também com a modernização dos equipamentos e materiais de treinamentos através da execução do edital 7, o que aumentará exponencialmente a possibilidade de formar atletas de alto nível em, pelo menos, sete modalidades, através das quais mantemos a parceria com o Comitê Brasileiro de Clubes neste desafio”, pontuou.

Colaboração: Comunicação Mampituba 

Notícias Relacionadas

Cidasc emite comunicado sobre proibição de fabricação, comércio, prescrição e uso do herbicida Paraquat no Brasil

A reavaliação toxicológica do paraquat foi determinada em 2008 pela Anvisa e finalizada em 2017

Exportação de carne do Brasil aumenta 12% no ano até agosto

China compra 65,8% mais, informa Abrafrigo

PRF de SC é responsável por mais de 20% das multas de embriaguez ao volante no Brasil

No Brasil, a PRF lavrou 53.308 autos de infração de embriaguez ao volante durante todo o ano de 2019.

Coronavírus: chegada do vírus ao Brasil antecipa campanha de vacinação contra gripe

Estarão disponíveis 75 milhões de doses, 15 milhões a mais que em 2019