Geral

Idosa de 84 anos é a primeira vítima de Covid-19 em Braço do Norte

Maria Joana Prá estava internada na UTI do HNSC, em Tubarão.

Divulgação

O novo coronavírus fez sua primeira vítima na madrugada desta terça-feira, 14, em Braço do Norte. Maria Joana Prá, de 84 anos, moradora do Rio Bonito, faleceu por volta da 1h15. Ela estava internada há 18 dias na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, entubada e sedada.

Segundo o jornal Folha do Vale, por orientação médica não haverá missa de corpo presente, pois está proibida a aglomeração. Seu corpo chegará às 10 horas, em Braço do Norte em caixão lacrado, e segue diretamente para o cemitério onde será sepultada em uma cerimônia reservada para a família.

A prefeitura de Braço do Norte emitiu uma nota lamentando a morte da dona Joaninha, como era conhecida. “É com grande pesar que a Prefeitura Municipal de Braço do Norte comunica o falecimento da primeira vítima em decorrência de complicações por Covid-19. Trata-se de uma senhora de 84 anos. A Prefeitura Municipal se solidariza com a família e amigos neste momento de luto”.

Com informações do site HC Notícias

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.

Em três meses, PGE atuou em cerca de 270 ações judiciais e emitiu 36 pareceres jurídicos sobre Covid-19

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) atuou de forma judicial e administrativa para dar suporte às decisões do Poder Executivo e garantir o cumprimento das determinações para conter o avanço do novo coronavírus no Estado.