Poder Executivo

Idosos e pessoas com deficiência devem se cadastrar para continuar recebendo benefícios

O responsável pela família deve procurar o CRAS ou posto de atendimento.

Foto: Divulgação

Em novembro de 2016, com a entrada em vigor do Decreto nº 8.805/2016, tornou-se obrigatória a inscrição de beneficiários e requerentes e de suas famílias no Cadastro Único para concessão e manutenção do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC.

Para realizar o cadastro, o responsável pela família, deve procurar o Centro de Referência da Assistência Social – CRAS de Siderópolis ou um posto de atendimento, portando o CPF de toda a família. O prazo vai até o dia 31 de dezembro.

“Procuramos sempre tratar os cidadãos que realmente mais precisam de maneira justa e delicada. Para isso precisamos da colaboração de todos, para que eles possam recebem seus benefícios e se tornem cada vez mais uma referência de vida”, comentou o prefeito em exercício, Xande Feltrin.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Siderópolis

Notícias Relacionadas

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Secretaria de Assistência Social e Afas de Lauro Müller produzem artigos para idosos em quarentena

A produção é voltada para confeccionar bolas em tecido e tiras de elástico que serão usadas durante os exercícios físicos da ação "Corrente do Bem", lançada na segunda-feira (25).

Coordenador da Defesa Civil conhece ações do Plano de Contingências da Assistência Social de Lauro Müller

O Coordenador pode acompanhar os trabalhos de organização dos alimentos e kits de higiene que a secretaria está montando para distribuição a famílias e idosos em situação de vulnerabilidade social.

Governo, parlamentares e municípios pactuam mais R$ 15 milhões para a assistência social

Dessa maneira, o Estado fechará 2020 com R$ 53 milhões repassados, um aumento de 233% em relação ao repasse do ano anterior (R$ 15,9 milhões).