Norte

Imagens de satélite mostram fumaça e destruição de incêndio florestal no Norte de SC

O incêndio atingiu a vegetação dos Campos do Quiriri, que abrange os municípios de Joinville, Garuva e Campo Alegre

Divulgação

A fumaça causada pelo incêndio florestal que atingiu o Norte de Santa Catarina na terça-feira, 13, pôde ser captada por satélite. Kléber Trabaquini, pesquisador da Epagri/Ciram e doutor em sensoriamento remoto, mostra que as imagens de satélite podem ser utilizadas para mensurar a área afetada pelo fogo.

O incêndio atingiu a vegetação dos Campos do Quiriri, que abrange os municípios de Joinville, Garuva e Campo Alegre. Na manhã da quarta-feira, o fogo foi controlado por bombeiros militares e comunitários, mas já havia deixado um rastro de destruição, conforme mostram as imagens.

Kleber explicou que as imagens tratadas por ele foram captadas pelo Sentinel-2, um satélite europeu de observação da Terra. O Ciram é unidade de pesquisa da Epagri, especializada em monitoramento ambiental, e vem trabalhando com imagens de satélite para mapear com precisão áreas de cultivo de arroz e maçã em Santa Catarina. Uva e cebola estão na lista das cadeias produtivas a serem mapeadas por sensoriamento remoto pela Epagri/Ciram.

 

Notícias Relacionadas

Crianças agora podem denunciar casos de violência por meio de aplicativo

A plataforma "Sabe - Conhecer, Aprender e Proteger" ainda explica os tipos de violência e o que fazer se a criança enfrentar determinadas situações

Ciclone em SC: Defesa Civil pede à população que evite sair de casa

Órgão informou que há registro de alagamentos, inundações, deslizamentos, enxurradas, quedas de postes, placas e árvores e queda de energia

Coopermila está entre as melhores distribuidoras de energia elétrica do país

Cooperativa de Eletrificação Lauro Muller ficou em terceiro lugar na categoria distribuidora que atende até 10 mil unidades consumidoras

Tigre lança novo uniforme

É o terceiro uniforme do Criciúma EC para o restante da temporada na Série B do Campeonato Brasileiro