Saúde

Imbituba registra o primeiro foco do Aedes aegypti em 2019

O registro foi detectado entre 10 larvas do Aedes aegypti, que foram recolhidas em uma armadilha localizada no bairro de Vila Alvorada.

Foto: Divulgação

Os fiscais do Programa de Combate à Dengue de Imbituba encontraram, nesta sexta-feira (22), o primeiro foco do mosquito da dengue em 2019. O registro foi detectado entre 10 larvas do Aedes aegypti, que foram recolhidas em uma armadilha localizada no bairro de Vila Alvorada.

“Após a detecção, os agentes delimitaram uma área de 300 metros. Nesse raio de ação, será feito um trabalho intensificado para que se descubra, ou não, a presença de novos focos do mosquito, que pode ser transmissor de quatro tipos de Dengue, da Chikungunya, da Febre Amarela é do Zica Vírus”, informou Eduardo Carvalho, Coordenador do Programa de Combate à Dengue de Imbituba.

Diante da detecção do primeiro foco, os agentes do programa pretendem realizar um trabalho de fiscalização em todo o município. Em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde de Imbituba registrou 15 focos de Aedes aegypti espalhados em cinco bairros do município. Na época, a cidade foi colocada em estado de alerta.

Os Agentes de Endemias seguem de olhos abertos nas 173 armadilhas espalhadas pela cidade. A intenção da Secretaria Municipal de Saúde é aumentar para mais de 200 armadilhas. Até o momento, são 35 pontos estratégicos cadastrados em Imbituba, justamente, em locais onde o acúmulo de materiais pode se transformar em criadouro para o vetor.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Imbituba

Notícias Relacionadas

Treviso realiza ação de combate ao Aedes Aegypti

Agentes fizeram pente fino em locais estratégicos e informaram a população sobre maneiras de se evitar a proliferação do mosquito.

Dive-SC confirma quarta morte de macaco por febre amarela em SC em 2019

Bugio morreu em Jaraguá do Sul em junho. Macacos não transmitem a doença, mas indicam presença do vírus.

Vacinas contra febre amarela estarão disponíveis em parques de Criciúma

Ação ocorre no próximo domingo (7) e no dia 14 de julho. Doses serão para toda a comunidade.

Morte de macaco reforça alerta para vacinação contra febre amarela em Siderópolis

Para fazer a vacina não é preciso agendar, basta levar o cartão de vacinação em qualquer sala de vacina.