Geral

Inflação nas capitais brasileiras foi de 0,65% em outubro, segundo FGV

Taxa é inferior ao 0,82% de setembro, de acordo com dados coletados em sete capitais brasileiras.

Foto: Divulgação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou outubro deste ano com uma taxa de inflação de 0,65%. A taxa é inferior ao 0,82% de setembro, de acordo com dados coletados em sete capitais brasileiras e divulgados hoje (3) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado de outubro, o IPC-S acumula taxas de inflação de 3,09% no ano e de 4,38% em 12 meses.

Cinco das oito classes de despesa tiveram queda em suas taxas de inflação, de setembro para outubro: educação, leitura e recreação (cuja taxa caiu de 3,34% para 1,81%), alimentação (de 1,86% para 1,69%), despesas diversas (de 0,14% para 0,03%), habitação (de 0,32% para 0,28%) e vestuário (de 0,25% para 0,21%).

Por outro lado, tiveram alta na taxa, os grupos transportes (de 0,13% para 0,40%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,02% para 0,03%). O IPC-S é calculado com base em preços coletados nas cidades de Brasília, São Paulo, do Rio de Janeiro, de Belo Horizonte, Porto Alegre, do Recife e de Salvador.

Com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas

PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV

Na comparação com junho, PIB cresceu 2,4% no mês

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Isso pode acontecer porque os rendimentos da poupança são 70% da Selic, mais a Taxa Referencial (TR), que está zerada.

Inflação para famílias de renda mais baixa fica em 0,50% em julho

A taxa ficou acima do 0,33% de junho, diz FGV

Instituições financeiras estimam inflação de 4,13% em 2019

Projeções para o crescimento do PIB foram mantidas