Geral

IPTU 2021: Criciúma já arrecadou mais de R$ 15 milhões

Somente no dia do vencimento da primeira parcela e da cota única foram arrecadados R$ 5,8 milhões

Divulgação

A Prefeitura de Criciúma já arrecadou mais de R$ 15 milhões com a primeira parcela e a cota única do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2021, que venceu na última sexta-feira (26). Somente no dia do vencimento foram arrecadados R$ 5,8 milhões do imposto. No mesmo dia, também venceu o prazo para pagamento da taxa de Alvarás.

Conforme o secretário municipal da Fazenda, Celito Cardoso, o órgão municipal lançou R$ 43 milhões em guias de IPTU para este ano. “No dia 26, foram R$ 5,8 milhões pagos da primeira parcela e da cota única. O nosso sistema também registrou a arrecadação de mais de R$ 4,1 milhões em Alvarás. Os contribuintes que perderam o prazo de pagamento devem imprimir novamente a guia, que já estará recalculada com os juros”, explicou.

Emissão de guias

As guias podem ser emitidas pelo site (iptu.criciuma.sc.gov.br). Os carnês também podem ser retirados gratuitamente no Procon, nas três intendências (Rio Maina, Santa Luzia e Quarta Linha), 1º e 2º Tabelionato de Notas e Protestos de Criciúma, Escrivania de Paz, do Rio Maina, 1º Ofício de Registro de Imóveis de Criciúma e também no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Isenção

O pedido de isenção do IPTU pode ser feito até dia 31 de março. O requerimento deve ser feito presencialmente no setor de Arrecadação, sendo necessário levar documentos e atender os requisitos estabelecidos pela Lei Complementar n° 305/2018 e Decreto SF/n° 1358/2018. A isenção pode ser aplicas em alguns casos, como aposentados e pensionistas, pessoas classificadas como baixa renda ou que recebam Bolsa Família, área de preservação e imóvel locado a igrejas ou templos de qualquer culto.

Para aqueles que querem fazer a renovação da isenção do IPTU, basta se dirigir ao Paço Municipal com os seguintes documentos: cópia de carteira de Identidade e CPF, comprovante da isenção do ano anterior, comprovante de residência e comprovante de renda de todos que moram na residência.

Notícias Relacionadas

Fogo é registrado no Metropolitan em Criciúma

Matriz de Risco aponta a volta de todas as regiões para o nível gravíssimo

No último boletim, divulgado em 10 de abril, as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Grande Florianópolis estavam classificadas para o nível grave. Todas as 16 regiões catarinenses apresentaram nota quatro, o nível mais elevado, na dimensão de Capacidade de Atenção, que é aquela que aponta a ocupação de leitos hospitalares

Pandemia do coronavírus afeta bancos de leite materno em SC

Dos 13 bancos do estado, pelo menos quatro registraram queda nos estoques.

Homem é preso em boate de Tubarão por porte ilegal de arma

Homem foi flagrado com uma pistola Taurus calibre.380. A arma estava com 10 munições e todas intactas.