Geral

Jararaca albina capturada em SC será levada para o Instituto Butantan

Animal passará por exames para confirmar o sexo e poderá ser colocar perto de uma fêmea, também albina, para a reprodução. Análise preliminar apontou que trata-se de um macho.

Divulgação

A jararaca albina resgata pelos bombeiros em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, será transferida para o Instituto Butantan, em São Paulo. O animal passará por exames para confirmar o sexo e poderá ser colocado perto de uma fêmea, também albina, para a reprodução. Uma análise preliminar feita em Santa Catarina apontou que trata-se de um macho.

A serpente Bothrops jararaca, que é venenosa, tem quase 1 metro de comprimento e foi capturada dentro de uma casa no dia 16 de outubro. De acordo com o biólogo Christian Raboch, que trabalha na Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), a espécie é comum no estado, mas a coloração é considerada rara.

A transferência deverá ocorrer até novembro, após da emissão de uma licença para o transporte emitida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Antes de se juntar a outros animal, a serpente ficará em quarentena, para evitar que transmita doenças ou fungos para o grupo.

Raboch explica que também será necessário fazer um exame mais detalhado para definir o sexo do animal, pois os órgãos reprodutores são internos.

“Quando chegar no Butantan, vão fazer a sexagem para saber se é macho ou fêmea. Se tiverem um casal, futuramente podem tentar uma cria”, disse Raboch.

O que fazer em caso de picada?

Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local;
não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;
o local da picada deve ser lavado com água e sabão;
a vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;
é importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível) pois isso facilitará para escolha do soro antiofídico a ser aplicado.

Onde ligar

Entre em contato com os Bombeiros (193) ou com a Polícia Ambiental da sua cidade (190);
Em caso de acidente com serpente, entre em contato com o Samu (192), os Bombeiros (193) ou se dirija ao hospital público mais próximo;
Em caso de dúvidas ou orientações sobre procedimentos de primeiros socorros, ligue para o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), pelo telefone: 0800 643 5252.
O telefone da Fujama é (47) 3273-8008, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17 horas.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da vacina CoronaVac

Mais de 12 milhões de doses foram envasados em fábrica não autorizada pela Agência e tinham sido interditadas no início do mês.

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização