Trânsito

Jovem de 18 anos morre em acidente entre ônibus, carro e moto no Planalto Norte de SC

Outras quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas para hospital

Divulgação

Um jovem de 18 anos morreu em um acidente envolvendo três veículos em Porto União, no Planalto Norte de Santa Catarina, por volta de 2h45 deste domingo (30). Outras quatro pessoas ficaram feridas na colisão registrada na esquina das ruas matos Costa e Prudente de Morais.

Segundo os Bombeiros Militares, um Prisma, com placas de Porto União, bateu contra um ônibus, de Porto Alegre (RS), e ainda colidiu lateralmente contra um poste da rede elétrica. Uma motocicleta, de Porto União, também se envolveu no acidente.

O jovem foi identificado como Max Antônio Gomes Miranda e era um dos passageiros do carro. De acordo com os bombeiros, ele foi encontrado pelos socorristas do lado de fora do veículo, já sem vida.

O motorista e um passageiro do carro foram encaminhados com ferimentos ao hospital pelo Samu. Os bombeiros ainda atenderam outro ocupante do Prisma, um adolescente de 15 anos, que estava consciente, com suspeita de fratura no pé e escoriações pelo corpo.

Já o condutor da motocicleta foi levado com ferimentos para atendimento médico pelos Bombeiros Militares de União da Vitória (PR). A equipe esteve no local porque o acidente aconteceu próximo da divisa entre os Estados.

Não há informações se havia passageiros no ônibus, porém ninguém ficou ferido no veículo. A Polícia Militar também esteve no local para realizar o atendimento da ocorrência.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Motorista confunde pedais e mata a filha atropelada em SC

Em choque e com dores, condutora foi levada ao hospital

Pacote de crack enterrado ao lado de poste é apreendido em Tubarão

Com apoio do Canil, a droga foi localizada ao lado do poste, embalada e pronta para o comércio

Feagro 2022 é lançada em Braço do Norte

O prefeito, Beto Kuerten Marcelino, lembrou que o Município é o maior parceiro da feira

Setor de eventos vive retomada em SC, mas tem desafios como mão de obra e fornecedores

Festas, shows e grandes eventos do Estado retomam geração de emprego no segmento, que se ajusta após dois anos de paralisação