Geral

Jovem de Braço do Norte precisa de doações de medula e sangue para sobreviver

Maria Eduarda Martins, de 12 anos, foi diagnosticada com leucemia mieloide aguda

Divulgação

A moradora de Braço do Norte, Maria Eduarda Martins Xavier de 12 anos, foi diagnosticada em 2018 com leucemia mieloide aguda. De lá pra cá, iniciaram os tratamentos e a solidariedade neste momento nutre na família a esperança. A jovem precisa encontrar um doador de medula óssea compatível e, por conta das transfusões também precisa de sangue. Nas redes sociais, campanhas são realizadas a fim de mobilizar às doações.

Atualmente a jovem está internada no hospital São José em Criciúma. Os interessados devem realizar o cadastro no Hemosc como possíveis doadores. “A cura de Maria Eduarda será através de um transplante de medula óssea, procuramos na família, mas não há ninguém compatível. Desta forma, pedimos que as pessoas façam o cadastro. Por conta do tratamento, ela faz transfusões frequentemente, então o pedido também é para doação de sangue e plaquetas, o tipo sanguíneo dela é O negativo”, detalha a mãe da jovem, Marli Martins Nunes.

O diagnostico de Maria Eduarda foi confirmado após uma dor de garganta. “Foram realizados exames de sangue que deram alterados. Após a biopsia foi confirmado o diagnóstico de leucemia mieloide aguda. Ela iniciou o tratamento em janeiro de 2018. Foram realizadas seis sessões de quimioterapia e quando concluiu a doença estava em remissão”, conta Marli que acrescenta que em novembro deste mesmo ano a doença reincidiu. “Ela estava em casa, ficou cinco meses em manutenção e em novembro a doença reincidiu, 56% da medula estava comprometida”, detalha.

Maria Eduarda é natural de Londrina, Paraná e reside em Braço do Norte há 10 anos. O número do cadastro dela no hemosc é 1797671.

Colaboração: Thaise Américo Vieira

Notícias Relacionadas

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Interessados em oferecer serviços de transportes com plataformas digitais têm 30 dias para se regularizar em Braço do Norte

Após 30 dias, aqueles que estiverem exercendo o transporte remunerado de passageiros e não estiverem regularizados estarão sujeitos às medidas estabelecidas na Lei Complementar 487/2019.

Braço do Norte: “Estamos dando um salto de 30 a 40 anos de uma só vez”

Prefeito Beto Kuerten Marcelino lançou pacote de obras de mais de R$ 20 milhões para o município

Mãe pede medida protetiva após filho agredir família em Braço do Norte

O filho agrediu a irmã de 9 anos e quebrou objetos em casa