Segurança

Jovem é encontrada morta seminua em rua de SC

Polícia investiga o caso e não descarta a possibilidade de feminicídio

Divulgação

O caso de uma mulher de 24 anos encontrada morta às margens de uma rua de Itapema, no Litoral Norte, é investigado pela Polícia Civil. Thayna Antônio de Araújo estava sem a parte de cima da roupa e apresentava sangramento no nariz. A perícia deve indicar nos próximos dias a causa do óbito e se houve violência sexual.

Segundo registrado em boletim de ocorrência, um motociclista passava pela Rua 802 na tarde de domingo (24), próximo a um matagal no bairro Alto São Bento, quando notou a jovem caída às margens da via. Ele chamou a ex-sogra, que era enfermeira, e a mulher constatou a ausência de sinais vitais. Ambos então acionaram a Polícia Militar.

Thayna estava com a bolsa dela e alguns pertences, como celular, documentos, uma máquina de cartão de crédito e algumas camisinhas. Além do sangramento no nariz, não havia outros sinais de violência, mas apenas o laudo do Instituto Médico Legal poderá apontar o que causou a morte.

Por enquanto, a delegacia da cidade investiga um possível feminicídio. O corpo de Thayna está sendo velado no Paraná, no distrito de Alto Alegre. O sepultamento está marcado para as 14h desta terça-feira (26).

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Chuva intensa em SC: Defesa Civil alerta para risco de alagamentos nos próximos 5 dias

A previsão de chuva forte e persistente nos próximos dias afeta principalmente as áreas litorâneas de Santa Catarina

Corredor Ecológico da Serra Geral pode afetar prática agrícola na região

Alerta foi feito pelo advogado e geógrafo Eduardo Bastos Moreira Lima.

Integrantes de organização criminosa são presos por mutilar brutalmente os dedos de uma mulher em Tubarão

A agressão, que foi filmada pelos criminosos, foi motivada por dívida de drogas.

Corpo de Bombeiros de Lauro Müller combate incêndio em caminhão

Havia outros caminhões próximos e, felizmente, colaboradores da empresa conseguiram controlar as chamas até a chegada dos profissionais