Geral

Judiciário de SC tem 13 mil jurados voluntários para trabalhar nos júris populares

Em 2019, foram 2.177 cadastrados e, somente nos primeiros 16 dias de 2020, mais 49 pessoas se inscreveram para prestar serviço gratuitamente.

Divulgação

O Poder Judiciário conta com o auxílio do programa Jurado Voluntário, que tem mais de 13 mil pessoas aptas a participar de sessões do Tribunal do Júri nas 111 comarcas, para fazer justiça em Santa Catarina. Em 2019, foram 2.177 cadastrados e, somente nos primeiros 16 dias de 2020, mais 49 pessoas se inscreveram para prestar serviço gratuitamente.

Independente da profissão, todo brasileiro nato ou naturalizado maior de 18 anos, sem antecedentes criminais, em pleno gozo dos direitos políticos e com boa conduta social e moral pode se candidatar ao posto de jurado e participar das sessões do Tribunal do Júri. Comerciantes, profissionais liberais e universitários são os maiores interessados.

Mais do que um ato de cidadania, a relevante função do jurado é representar a sociedade diante dos casos de violência contra a vida, tentados ou consumados, e decidir se o réu é culpado ou inocente. Basta responder sim ou não às perguntas apresentadas pelo magistrado ao fim do julgamento.

O juiz-corregedor Orlando Luiz Zanon Junior, do Núcleo de Estudos, Planejamento e Projetos da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ/TJSC), explica que o objetivo do programa é disponibilizar um cadastro de referência para que as comarcas possam montar as suas listas e, assim, evitar o atraso de sessões do Júri com adiamentos.

“O cadastro é totalmente on-line para quem quer ser jurado voluntário gratuitamente, mas quem escolhe é o juiz da comarca. Essa é a oportunidade de a pessoa participar de um julgamento dos casos mais importantes na sua própria comunidade. Assim, a decisão judicial vai refletir o entendimento da sociedade sobre o caso. O jurado também benefícios acadêmicos – a depender do curso, presunção de idoneidade, preferência em igualdade de condições nas concorrências públicas, isenção de desconto no salário pelo dia do julgamento e direito à cela especial em caso de prisão”, destacou o juiz-corregedor.

O Tribunal do Júri julga crimes como homicídio; induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio; infanticídio; e os abortos provocados pela gestante ou terceiro. Os jurados formam o Conselho de Sentença, que é composto de sete pessoas sorteadas das 25 listadas. O cadastro é feito no site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Não podem ser jurados:

​Analfabetos;

Surdos-mudos;

Cegos;

Inimputáveis (doente mental);

Aqueles que não estão em gozo dos direitos políticos;

Aqueles que residem em comarca diversa de onde será realizado o julgamento.​

Colaboração: Comunicação PJSC

Notícias Relacionadas

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Coronavírus em SC: Santa Catarina salta 16 posições e está entre os estados com menor incidência da doença no país

As estratégias de isolamento social e combate ao coronavírus levaram Santa Catarina a avançar para posição de destaque nacional no enfrentamento à pandemia.

Produtor do melhor mel do mundo, Santa Catarina prevê safra acima da média em 2020

Santa Catarina tem uma série de fatores que, naturalmente, favorecem o cultivo de um mel diversificado e até mais puro.

PRF prende um dos assaltantes mais procurados de Santa Catarina na BR-101, em Biguaçu

O suspeito é conhecido por assaltos, furtos de cofres de empresas e caixas eletrônicos no oeste e meio oeste catarinense.