Geral

Júri popular em Araranguá condena homem a 20 anos de prisão por feminicídio

A sessão foi presidida pela juíza titular da 1ª Vara Criminal da comarca, Leticia Pavei Cachoeira.

Foto: Divulgação

O Tribunal do Júri da comarca de Araranguá condenou nesta terça-feira, 9/04, um homem a 20 anos de reclusão pelo homicídio quadruplamente qualificado de sua esposa. A sessão foi presidida pela juíza titular da 1ª Vara Criminal da comarca, Leticia Pavei Cachoeira.

O crime aconteceu na madrugada de 6 de agosto de 2017, na Praia da Meta, em Arroio do Silva. O homem, na época com 29 anos, teria desferido golpes contra a cabeça da vítima, pelas costas, deixando-a inconsciente e amarrado uma corda ao redor do abdômen da mulher, sendo que na outra extremidade estava uma rede de pesca lançada ao mar. Ele teria intencionalmente a arrastado até a água e mulher veio a óbito por asfixia por afogamento.

O Conselho de Sentença reconheceu como qualificadoras a motivação torpe, consistente com ciúmes e sentimento de posse que o réu nutria pela esposa, o emprego de meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e o feminicídio.

Colaboração: Comunicação Poder Judiciário 

Notícias Relacionadas

Homem que tentou matar a ex com golpes de machadinho enfrentará júri popular em Içara

O crime ocorreu no dia 6 de setembro de 2018, por volta das 17h, em Içara.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara