Geral

Júri popular na comarca de Garopaba condena homem a 16 anos de prisão por feminicídio

O crime aconteceu em dezembro de 2018, quando o réu teria investido contra a companheira e provocado sua morte com uso de um cadarço envolto em seu pescoço e a colocação de um travesseiro em seu rosto

Divulgação

Um homem foi condenado, em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Garopaba promovida na última sexta-feira (14/1), a 16 anos e quatro meses de reclusão por homicídio quadruplamente qualificado. O primeiro júri popular do ano no Estado foi presidido pela juíza substituta Keila Lacerda de Oliveira Magalhães Garcia, e aconteceu na Câmara de Vereadores do Município de Garopaba com respeito a todas as medidas de saúde e segurança necessárias em razão da pandemia de Covid-19.

O crime aconteceu em dezembro de 2018, quando o réu teria investido contra a companheira e provocado sua morte com uso de um cadarço envolto em seu pescoço e a colocação de um travesseiro em seu rosto. A perícia apontou que a causa da morte foi asfixia por estrangulamento. A mulher teria ingerido bebida alcoólica em momento anterior, o que a colocou em posição inferior e dificultou sua defesa. O casal estava em um apartamento de aluguel para a temporada de verão. A vítima foi encontrada pelos proprietários do local.

O réu foi condenado a 16 anos e quatro meses de reclusão em regime inicial fechado, por homicídio qualificado por motivo fútil, emprego de asfixia, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. A prisão preventiva foi mantida e foi determinada a execução provisória da sentença. Cabe recurso da decisão ao TJSC. O processo tramita em segredo de justiça.​​​

Notícias Relacionadas

TSE define teto de gastos para campanha de candidatos a governador de SC; veja valores

Valores máximos são os mesmos do pleito eleitoral de 2018, mas corrigidos pela inflação do período – o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo)

Discussão por tarrafa acaba em tentativa de homicídio no Camacho

Segundo o envolvido, dois homens vieram da Barra da Lagoa e um deles começou a atirar contra ele em frente a sua casa

Polícia investiga atentado contra dois ambientalistas em SC

Tiros foram disparados contra casa onde moram os ambientalistas em Guaramirim

Temperaturas tendem a subir durante a semana em SC; confira máximas

Máximas entre 25°C e 30°C estão sendo previstas para algumas regiões catarinenses de acordo com a Defesa Civil