Segurança

Justiça decreta prisão preventiva de presos temporários da Operação Titanomaquia

Segundo as investigações, os suspeitos seriam autores de uma série de roubos em residências que estão sendo praticados na Amurel e na Amesc.

Fotos: Divulgação/PC

Na manhã de 20 de novembro uma ação da Polícia Civil cumpriu três mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão, além de outras diligências.

Segundo as investigações, os suspeitos seriam autores de uma série de roubos em residências que estão sendo praticados na Amurel e na Amesc. Após a identificação dos suspeitos, foram deferidas pela 2ª Vara de Orleans, com manifestação favorável do Ministério Público as prisões e as buscas.

Em continuidade às investigações, dois suspeitos maiores (V. H. L. R. e R. M. da S.) e o menor foram reconhecidos pelas vítimas, sendo aprendidos duas peças de vestuário que foram utilizados no crime na residência do quarto suspeito T. B. de O. e também na residência de V. H. L. R. Outros indícios e provas corroboram a autoria do crime, sendo o inquérito policial concluído no dia 22 e as prisões decretadas pela Justiça, como aval do Ministério Público na sexta-feira, dia 23, no quarto dia de prisão temporária.

Pelo menos mais duas vítimas de outros dois roubos, de Orleans e Tubarão, reconheceram os suspeitos.

Fato

No 30 de outubro de 2018, por volta de 03:15 horas, em Orleans/SC, quatro indivíduos, todos armados, adentraram na residência de um casal de idosos, mediante o arrombamento da porta frontal. Após restringirem a liberdade das vítimas, os criminosos agrediram uma das vítimas no rosto, sendo que a todo momento os autores do crime gritavam, ameaçando as vítimas, dizendo que queriam dinheiro. Ao final trancaram todos dentro de um quarto.

Após investigações, a Polícia Civil identificou T. B. de O. (28 anos), R. M. da S. (21 anos), V. H. L. R. (18 anos) e um adolescente de 17 anos como os autores do roubo.

Fotos: Divulgação/PC

O nome da operação

A Titanomaquia, na mitologia grega, foi a guerra entre os titãs, liderados por Cronos, contra os deuses olímpicos, liderados por Zeus, que definiria o domínio do universo. Zeus se ergueu contra a ideia de Cronos, que queria buscar a obscuridade no mundo. Zeus, apoiado pelos irmãos libertos, inicia a Titanomaquia. Nessa luta que durou dez anos, os deuses posicionaram-se no monte Olimpo e os titãs adversários, convocados por Cronos, no monte Ótris.

Tiveram, ainda, a ajuda dos titãs hecatônquiros, gigantes e ciclopes que forneceram a Zeus suas armas. No primeiro ataque, do topo do monte Olimpo, Zeus joga um raio mortal nos titãs e nesse momento todo o planeta treme. De um lado os hecatônquiros arrancando pedras da montanha e jogando nos titãs. E de outro os titãs lutando com os demais deuses.

Após anos de guerra, os olimpianos já estavam chegando à vitória, mas os titãs usam sua última arma e das profundezas do tártaro sai uma besta colossal e sombria, Tifão, uma criatura extremamente forte que desafia Zeus, um último desafio para os deuses reinarem sobre o universo. Horas se passaram de luta entre Tifão e Zeus, Zeus domina a luta e com um raio muito forte acerta Tifão, que cai de novo nas profundezas do Tártaro junto com os demais titãs. Foi a luta do bem contra o mal, na qual o bem venceu.

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.