Norte

Justiça proíbe entrada de novos presos no Presídio Regional de Joinville

Judiciário ainda determinou audiência em 13 de junho para avaliar a manutenção da interdição.

Divulgação

A 3ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Joinville, no Norte catarinense, proibiu nesta terça-feira (4) o ingresso de novos presos no Presídio Regional de Joinville. O juiz João Marcos Buch ainda determinou uma audiência no dia 13 de junho para avaliação da manutenção da decisão.

Em maio, houve uma vistoria judicial na unidade, que constatou as condições degradantes em que vivem presos e agentes prisionais. Eram ambientes com problemas sanitários e superlotação.

A reportagem tentou contato com o Departamento de Administração Prisional (Deap), sem sucesso até esta publicação.

Segundo o Judiciário, o presídio não poderá receber novos presos até que a ala masculina volte a ter somente 840 presos e a feminina, 72 vagas. Ainda segundo a Justiça, nenhuma cela pode ter 37,5% de presos acima do número de vagas.

Até maio, eram quase 1,2 mil presos no local. O limite estipulado pelo Poder Judiciário já excede a capacidade inicial da estrutura, de 611 vagas masculinas e de 53 femininas.

Ainda segundo a Justiça, a decisão não pode acarretar na superlotação da outra unidade prisional do município, a Penitenciária Industrial de Joinville.

A audiência pública deve envolver membros do Deap, gestores do presídio, Ministério Público de Santa Catarina, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC), Defensoria Pública e o conselho carcerário.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Justiça confirma resultado de licitação que gerou economia de R$ 12 milhões pela Saúde do Estado

A licitação foi realizada pela Secretaria da Saúde para fornecimento de ventilação domiciliar e tratamento de oxigenoterapia a pacientes catarinenses.

Justiça nega liminar e mantém decreto que fecha supermercados aos domingos em Içara

Em sua análise , o magistrado aponta que o artigo impugnado é válido, não há violação a regras de competência e não há violação ao preceito legal que prevê a manutenção das atividades essenciais.

Em audiência pública, municípios do Sul decidem ir à Justiça para reverter questão dos pedágios na BR-101

As três associações de municípios que serão impactados pela implantação das praças de pedágios no trecho Sul da BR-101 se reuniram na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, em Tubarão

Justiça retira sigilo do processo ajuizado pelo Estado que resultou no bloqueio de R$ 11 milhões no caso dos respiradores

A decisão liminar foi concedida pela Justiça no dia 4 de maio, mas, após uma articulação entre a PGE e a Polícia Civil, além da retenção dos kits de testes, houve o bloqueio em conta dos R$ 11 milhões.