Giro Estadual

Lagarto é resgatado dentro do motor de carro da Prefeitura de Jaraguá de Sul

Imagens mostram animal correndo atrás de biólogo que fez o resgate

Divulgação

Um lagarto adulto da espécie Teiú foi resgatado pela Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) dentro do motor de um carro da Prefeitura de Jaraguá do Sul. O fato inusitado aconteceu na tarde de segunda-feira (20), no bairro Vila Nova.

De acordo com o biólogo Christian Raboch, que trabalha na fundação e fez o resgate do animal, funcionários do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), localizado na rua Martim Stahl, contaram que o veículo estava ligado quando viram o réptil subindo no capô do carro e, em seguida, entrando no motor.

– Não sei se ele se assustou ou o que pode ter acontecido [para entrar no motor]. Mas daí desligaram o veículo e chamaram o resgate – conta Raboch.

As cenas do resgate foram registradas pelos funcionários do Caps, assim como a soltura do lagarto em uma área de mata. O biólogo conta que o animal não estava ferido e foi colocado dentro de uma caixa de transporte para devolvê-lo à natureza. No entanto, quando o recipiente foi aberto, o lagarto correu atrás de Raboch.

– Ele correu atrás de mim e todo mundo correu dele. Geralmente é um animal calmo, mas pode bater com o rabo e machucar ou morder – explica.

Isso pode explicar as risadas ao fundo do vídeo e as imagens ofuscadas ao final. O biólogo definiu esta captura como “um perrengue fora do comum”. Apesar do susto, ninguém foi ferido pelo animal e ele voltou para seu habitat natural em segurança.

Na semana passada, o profissional já havia resgatado uma cobra de 1,5 metro em uma área anexa à casa de um morador do município.

Por que isso ocorre

Nesta época do ano, conforme Raboch, quando o clima começa a esquentar, é comum que répteis comecem a aparecer em busca de alimentos e parceiros para reprodução.

– No inverno, elas ficam entocadas esperando o tempo esquentar. Agora, a temperatura está mais quente e, consequentemente, esquenta o metabolismo dos animais. Aí elas começam a sair das tocas. Por isso, aparecem na casa das pessoas.

Caso um lagarto ou uma cobra apareça na residência, a orientação de Raboch é de que o morador mantenha a calma, prenda cães e gatos, por segurança dos animais domésticos e dos silvestres, e peça auxílio dos órgãos municipais responsáveis pelo resgate, como a Fujama, que atua em Jaraguá do Sul.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Balneário Rincão ganha rota gastronômica com 26 locais para conhecer

Iniciativa faz parte do Plano Municipal de Turismo e visa transformar a cidade em um destino turístico durante o ano inteiro

Região Sul do país tem melhora nas desigualdades sociais em saúde, diz FioCruz

Mesmo com a “ligeira redução”, como define a FioCruz, 65 dos 84 municípios que estiveram classificados na lista dos mais desiguais da Região Sul no início da pandemia permanecem nessa condição

SC tem aumento de 271% dos casos confirmados de dengue no 1º semestre de 2022

No Estado, 77 pessoas tiveram mortes confirmadas pela dengue neste ano

Criança de 2 anos é atropelada por ônibus em SC

Bombeiros informaram que a menina teve ferimentos graves e foi levada ao hospital; ela sofreu fraturas expostas