Litoral

Lei torna crime deixar cachorro acorrentado ou sempre preso

O texto deixa mais rígida a definição de maus tratos, e a multa varia de R$ 500 a R$ 3 mil.

Foto: Reprodução/NSC TV

Já está em vigor em Florianópolis uma lei municipal que criminaliza quem deixar um cachorro acorrentado ou sempre preso no canil. O texto deixa mais rígida a definição de maus tratos, e a multa varia de R$ 500 a R$ 3 mil.

Conforme reportagem veiculada no Jornal do Almoço, a fiscalização será feita pela Direção de Bem-Estar Animal (Dibea). Para denunciar maus-tratos, é preciso fazer um boletim de ocorrência e levar o BO até a Dibea. A denúncia pode ser anônima. São, em média, 40 por mês – todas verificadas.

A lei diz que, em última hipótese, se não for possível deixar o animal solto, ele poderá ficar preso por um tempo, desde que numa corrente tipo vai e vem. Só neste ano, as equipes já fizeram 174 resgates dessa forma. “As pessoas acham que é normal ter o animal na corrente. Adotam um cachorro, filhotinho, e já botam na corrente e ele passa o resto da vida dele ali. E resta dizer que a vida dele é diminuída em metade pelas condições que ele passa”, disse a autora da lei, a vereadora Maria da Graça Dutra.

Recentemente, quatro cachorros foram resgatados

“Eles estavam confinados num canil, um cubículo muito pequeno, com fezes há mas de semanas. Fomos averiguar a situação, que já era situação de maus-tratos”, informou José Ferreira da Silva, funcionário da Dibea.

Os donos vão responder pelo crime de maus-tratos na Polícia Civil e a um processo administrativo da prefeitura. Já os animais estão bem e deverão ser encaminhados para adoção.

Notícias Relacionadas

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais

Tribunal de Justiça mantém multa superior a R$ 1 milhão aplicada por Procon em financeira de Criciúma

A empresa foi penalizada, na seara administrativa, por práticas contrárias às normas consumeristas

Lei aprovada em Imbituba irá oficializar o programa que beneficia idosos

O Diretor Municipal de Esportes de Imbituba, Norton Evaldt, defendeu, nos últimos dias, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei que torna oficial o programa “Comunidade Ativa”.