Geral

Liberação da caça comercial às baleias é rejeitada após votação em Florianópolis

Foram 41 votos contrários à proposta, que pretendia criar cotas para a pesca das baleias em todo o mundo.

Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

Os membros da Comissão Internacional da Baleia rejeitaram a proposta japonesa para a liberação da caça aos animais. Foram 41 votos contrários à proposta, que pretendia criar cotas para a pesca das baleias em todo o mundo. Entre os países contrários estão Brasil, Estados Unidos e Argentina.

Houve ainda 27 votos favoráveis, que incluíram principalmente países subdesenvolvidos, além do Japão e da Islândia, que têm tradição na pesca dos mamíferos. Dois países se abstiveram. Um deles foi a Rússia, que alegou não querer causar uma ruptura nas relações com os países membros da comissão.

Representante do Japão que tenta liberar caça das baleias usa gravata com desenhos do animal

Apesar da rejeição, os japoneses disseram que consideram as decisões do grupo validas. Os representantes do Japão agradeceram a todos os que apoiaram o projeto e afirmaram que estão abertos ao diálogo.

Foto: Divulgação

Após a votação, teve início a redação do relatório final da Comissão Internacional das Baleias – CBI (International Whaling Commission), que teve início na terça-feira (4) e termina nesta sexta (14), no Costão do Santinho, em Florianópolis. Foi a primeira vez que o Brasil sediou o evento.

A proposta japonesa de liberação da caça comercial da espécie era o assunto mais relevante da discussão e tinha como principais críticos, além do Brasil, a Austrália e outros países da América Latina. Ao todo, 88 países integram a CBI.

Com informações do Diário Catarinense 

Notícias Relacionadas

Administração Municipal de Orleans envia projeto de aumento aos servidores para votação na Câmara

Proposta do executivo é de aumento de 5,07% e mais 20% no vale-alimentação

Congresso deve derrubar veto e reincluir pequenos negócios no Simples Nacional

O projeto permitiu que 470 mil micro e pequenas empresas retornassem ao programa após aderirem ao refinanciamento dos débitos tributários. O texto foi vetado pelo presidente Temer em agosto deste ano.

Câmara de Vereadores sugere aulas para jovens e adultos sem estudos em Cocal do Sul

Outras três indicações foram votadas e aprovadas. Na próxima segunda (22), tem sessão extraordinária para votação das diretrizes da Lei Orçamentária de 2019.

Projeto de lei que visa regulamentar o fornecimento de água e energia elétrica aguarda por votação na Câmara de Vereadores em Imbituba

Há três meses, a Prefeitura de Imbituba aguarda pela votação do Projeto de Lei.