Geral

Librelato lança nova geração de Graneleiros EVOLUT

Nova geração de graneleiros EVOLUT combina mais capacidade de carga, estabilidade e segurança ao implemento

Divulgação

A Librelato lança hoje uma nova geração de graneleiros. A nova linha de graneleiros EVOLUT traz novos atributos para os transportadores de grãos do Brasil, combinando soluções inteligentes que entregam mais estabilidade e segurança nas estradas. O desenvolvimento do novo modelo privilegiou a construção com eixos mais largos e reúne uma série de vantagens em relação aos implementos para o transporte de grãos, comparado aos existentes no mercado brasileiro e internacional.

De acordo com Fábio Rossi Tronca, Gerente de Engenharia do Produto e Pós-Vendas da Librelato, os novos graneleiros possuem eixos do tipo bitola larga, com distância entre apoio das molas 100mm maior do que na versão anterior da linha. Esta medida já era utilizada em outras famílias de produtos como basculante e tanque, e agora passa a incorporar todos os implementos que possuem chassi no conceito de plataforma, incluindo furgão alumínio e furgão lonado. Isso representa um ganho de aproximadamente 5% em estabilidade ao implemento e dessa forma a Librelato consegue entregar mais segurança e estabilidade a todos os produtos de seu portfólio.

Pioneirismo no setor

A Librelato foi pioneira no Brasil ao lançar na FENATRAN em 2019 um implemento construído com a tecnologia PRÓ-NIO, em que o aço utilizado na fabricação contém o Nióbio em sua composição, o que torna a liga mais resistente em relação aos aços comuns. Essa condição tem sido essencial para o desenvolvimento de implementos mais robustos e mais leves e que, portanto, permitem maior capacidade de carga e maior rentabilidade ao transportador.

“O novo Graneleiro Evolut da Librelato continua sendo desenvolvido com a mesma tecnologia e a oferecer maior capacidade de carga, com o recurso de maior estabilidade e consequentemente, mais segurança”, diz Tronca.

Módulos parafusados trazem agilidade na fabricação e facilidade de manutenção do equipamento

Outra novidade na geração 2022 de graneleiros da Librelato está nos módulos parafusados, que trazem agilidade adicional ao processo de montagem e produção e garantem a possibilidade de modularização, de acordo com a necessidade do cliente. “Com componentes parafusados como, por exemplo, engate tipo “G” nos perfis laterais, porta estepe, para-choque, protetor lateral, reservatórios de ar, e demais acessórios, facilitamos a instalação e a manutenção do implemento, e ganhando ainda maior agilidade na linha de produção e aumento da capacidade produtiva”, completa.

Único implemento graneleiro da América do Sul produzido em Célula Robotizada

“Os modelos graneleiros vem sendo produzidos na maior Célula Graneleira Robotizada da América Latina, que solda a estrutura completa do modelo chassi graneleiro e não apenas uma parte dele, como acontecia anteriormente à chegada da nova tecnologia” comenta Tronca.

O robô da Panasonic e a célula robotizada foram desenvolvidos pela Librelato em conjunto POWERMIG, de Caxias do Sul, RS, especializada no segmento de automação e robótica. A tecnologia permite a solda completa de um graneleiro com uma redução de 30% no tempo de soldagem da estrutura em relação ao processo anterior, o que representa um aumento de capacidade de 20% nessa linha de produtos.

Trata-se de um robô exclusivamente destinado à solda da linha graneleira. “É uma célula de alta complexidade, onde a estrutura do chassi será soldada por completo, garantindo maior velocidade, precisão e repetibilidade ao processo”, finaliza o executivo.

Notícias Relacionadas

Jovem morre afogado após salvar criança e adolescente no rio em SC: “Herói”

Corpo de Eduardo Cordeiro foi encontrado na manhã deste domingo (5)

Criança de seis anos é resgatada após queda de dois metros, em Paulo Lopes

Aeronave transportou a vítima até o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

Defesa Civil de SC emite alerta para temporais neste domingo com vento forte e granizo

Dia de altas temperaturas pode ter registro de chuva intensa em um curto intervalo de tempo por todo o Estado, de acordo com a Epagri/Ciram

Beach clubs de Jurerê têm que demolir estruturas feitas após 2005, determina STF

Para o advogado, o STF não determina a demolição das estruturas, e afirma que elas podem ser "readequadas" a partir de requerimento