Geral

Lideranças de Lauro Müller se reúnem com deputada Carmen Zanotto para discutir impasse da ampliação do PNSC

A exclusão de parte da área do Ecomuseu Serra do Rio do Rastro do recém criado Parque Nacional da Serra Catarinense – PNSC, voltou a ser debatida na da noite desta sexta-feira (13), em Lauro Müller.

Desta vez, o encontro contou com a presença da deputada federal catarinense Carmen Zanotto (PPS). A intenção foi esclarecer a real situação da nova proposta de alteração da lei e discutir os encaminhamentos que o Fórum Parlamentar Catarinense vem fazendo. “O Fórum já formalizou os órgãos competentes, como o ICMBio e Ministério do Meio Ambiente de que, estamos encaminhando um novo texto para a Câmara dos Deputados e Senado”, destacou a deputada.

No ano passado, o Ministério do Meio Ambiente, através do então ministro Sarney Filho, se comprometeu em realizar as correções nos traçados do Parque Nacional, excluindo definitivamente o Ecomuseu. Porém, o acordo não foi cumprido. Foi vetado pelo presidente Michel Temer, após aprovação da Medida Provisória no Legislativo Federal.

“O que houve foi uma omissão de informações dos órgãos federais. O traçado que estava no Projeto de Lei não correspondia com o que era de conhecimento da população. Não houve lealdade, honestidade e transparência. Moradores, comunidade, Fórum… ninguém sabia que eles tinham alterado o traçado com os referidos limites. Portanto, a tarefa só será concluída quanto tivermos aprovado e sancionado o novo texto legal. Como o executivo não fez o encaminhamento conforme acordado, nós legisladores estamos apresentando na Câmara e no Senado, dentro do acordo realizado na Medida Provisória”, enalteceu a deputada.

Entre os presentes no encontro, estiveram o prefeito Valdir Fontanella, o vice Pedro Barp Rodrigues, o presidente do Conselho do Ecomuseu, Cláudio Lottin, além de outras lideranças locais.

  • IMG_0087
  • IMG_0099
  • IMG_0114
  • IMG_0121
  • IMG_0128
  • IMG_0132

As lideranças de Lauro Müller pediram agilidade no trâmite e aprovação das alterações. O período eleitoral preocupa. “Esperamos que o Projeto de Lei esteja pronto e entre para aprovação antes do pleito deste ano. E claro, que satisfaça todas as reivindicações dos municípios atingidos, principalmente excluindo a área do nosso município do Parque Nacional, definitivamente”, reforçou Lottin.

O prefeito Valdir voltou a defender que o assunto   seja resolvido o mais rápido possível sem impactar as propriedades de Lauro Müller. “Essa luta foi travada desde que assumimos nosso governo e não iremos permitir que parte do território de Lauro Müller fique inserido neste Parque Nacional. Temos terras produtivas inseridas nesta área, famílias que sobrevivem de suas atividades e que seriam diretamente prejudicadas”, defendeu Fontanella.

Além de Lauro Müller a ampliação afeta também outros municípios como Orleans, Bom Jardim da Serra, Urubici e Grão Pará.

 

Notícias Relacionadas

Lideranças de Lauro Müller recebem visita do senador Dalirio Beber

População é convocada para participar do 1º Seminário do Ecomuseu Serra do Rio do Rastro

Novos deslizamentos são registrados na Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro recebe serviços de manutenção e conservação