Segurança

Loja de materiais de construção é furtada pelo telhado em Cocal do Sul

Dinheiro e documentos foram levados na ação registrada durante a madrugada no centro da cidade. Fuga ocorreu pelo mesmo lugar.

Foto: Divulgação

Dinheiro e documentos foram levados durante o arrombamento e furto de uma loja de materiais de construção na madrugada desta quinta-feira (21), em Cocal do Sul. O empreendimento está localizado no centro da cidade e a invasão ocorreu pelo telhado.

Os proprietários foram informados pela empresa de vigilância por volta de 00h30min e ao chegar no local, se depararam com o forro e telhado danificados pelo criminoso. Ele teria acessado o local após subir em uma árvore no terrenos de uma casa ao lado da loja. Dentro do estabelecimento, após o furto, o criminoso teria retornado pelo mesmo local utilizando um tanque de fibra e um banco.

Após análise no local, foi verificado que o criminoso adentrou no terreno em uma casa lateral.

Em conversa com a Polícia Militar, o criminoso pode ser o mesmo que furtou outros estabelecimentos na cidade, sendo outros dois também acessados pelo telhado. Ele utilizaria uma camiseta sobre o rosto e uma mochila para levar o produto furtado.

Momentos depois, os documentos levados durante o crime foram localizados em uma rua próxima da loja. Um boletim de ocorrência será registrado pela manhã na Delegacia de Polícia Civil.

Notícias Relacionadas

Grupo RB celebra sucesso e ampliações após cinco anos de fundação da primeira loja

PRF prende quadrilha especializada em furto de roupas em shopping centers na região de Tubarão

Os suspeitos confessaram que furtaram as roupas de lojas da região no final de semana e estavam indo vender as roupas em Tubarão.

Grupo RB recepciona clientes durante evento em comemoração ao 5º aniversário

Tribunal de Justiça confirma que município de Laguna deve fechar acessos de carros à Praia do Cardozo

Na sentença, foi determinado ainda que a prefeitura promova a instalação de placas de advertência no local e fiscalize a área, sob pena de multa diária no valor de R$ 500. A decisão busca preservar o meio ambiente e proteger os banhistas.