Política

Lula revela medo de ser assassinado durante campanha eleitoral de 2022

Petista diz que tem medo da família Bolsonaro

Divulgação

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quarta-feira (16) estar preocupado com a própria vida durante a campanha eleitoral de 2022.

Segundo o pré-candidato, a preocupação ocorre por ele ser considerado o principal oponente ao atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). Durante a conversa com jornalistas, Lula citou novamente um suposto envolvimento da família Bolsonaro com a morte da vereadora Marielle Franco.

– Todo mundo sabe o tipo de político que é Bolsonaro. O cidadão que não é capaz de fazer um gesto pela educação, de fazer um gesto para combater a Covid-19, o presidente que não gosta de sindicato, mulheres, quilombolas, negros, estudantes. Ele só gosta de violência, o negócio dele é relação apodrecida com uma parte dos milicianos que, quem sabe, foram quem mataram a Marielle Franco. Eu tenho preocupação – diz.

As declarações foram feitas para uma rádio local da Paraíba e o ex-presidente finalizou a fala citando um possível “golpe” que os brasileiros farão para restabelecer a democracia no país.

– Será a morte política de Bolsonaro – conclui.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Adolescente diz que está sendo ameaçado e polícia descobre farsa em SC

Crime foi registrado no interior do município de São Miguel do Oeste, no Extremo-Oeste do Estado

Homem agride mulher dentro do carro, perde controle e bate em poste em SC

Caso foi atendido pela Polícia Militar em São Miguel do Oeste; mulher foi levada ao hospital com hematoma no rosto

Após 52 dias em greve, médicos peritos do INSS voltam a trabalhar hoje

Cada médico poderá fazer até 12 atendimentos por dia

Polícia Militar apreende mais de 22 kg de maconha em Criciúma

Na residência não havia indícios de estar habitada, fato que não possuía nenhum móvel.