Geral

Mais de três mil procedimentos realizados no Centro de Castração de Içara

Animais abandonados encaminhados pelas Ongs e de içarenses cadastrados no CAD Único, recebem o procedimento de forma gratuita.

Foto: Divulgação

Além de diminuir problemas relacionados à saúde pública, a castração representa também um ato de amor e cuidado para com os animais.  Em dezembro, o Centro de Castração Francisco de Assis, de Içara, completa três anos de serviços prestados à comunidade. Ao longo deste período, mais de três mil cães e gatos já foram castrados.

O espaço, localizado nas dependências do Horto Municipal, na Segunda Linha, oferece atendimento para os animais em dias diversificados. Na segunda-feira, o atendimento é exclusivo para os animais de rua; na terça-feira, para os animais dos agricultores; na quarta-feira aos animais das Organizações não Governamentais – ONGS registradas na cidade; na quinta-feira, para os animais dos registrados no Cadastro Único – Cad, e na sexta-feira o expediente é interno, para higienização adequada do local.

De acordo com a médica veterinária e responsável técnica Gabriela Gaspar, as cirurgias são realizadas por meio de técnica minimamente invasiva, sendo que a maioria dos animais recebe apenas um ponto.  “Para os animais, os benefícios são muitos. A castração reduz a chance de tumores de mama, útero e ovários assim como infecção de útero nas  fêmeas, reduz chance de tumor de testículos e próstata, diminui o hábito de marcar território nos machos, prolongando a vida dos bichinhos”, esclarece a médica.

No pós-operatório, alguns cuidados são essenciais para o sucesso do procedimento. “Prescrevemos o uso de colar elisabetano (cone) ou roupa cirúrgica, pelo período de dez dias, para que o animal não consiga lamber ou arrancar os pontos, além do uso de antibiótico e anti-inflamatório”, explica o estagiário assistente Gabriel Martignago Zilli, graduando em Medicina Veterinária.

Foto: Divulgação

Benefícios para toda a população

Com menos animais nas ruas, há diminuição de acidentes de trânsito, mordidas, transmissão de doenças e também erradicação de infestações de pulgas e carrapatos em terrenos baldios. “O Centro tem como função específica o controle populacional de animais. Ao longo desses dois anos, o número de animais nas ruas diminuiu consideravelmente. Muitos municípios também têm nos procurado para conhecer o projeto”, destaca o prefeito Murialdo canto Gastaldon.

Único local do Sul do Estado a realizar o procedimento de forma gratuita para animais de rua, o Centro de Castração colabora diretamente com a saúde pública içarense.  Já para os agricultores, é cobrada uma taxa simbólica de R$47,63, mediante apresentação do bloco de notas. O Centro é coordenado pela Fundação Municipal do Meio Ambiente de Içara -Fundai, e conta com o apoio das secretarias de Agricultura e de Saúde.

“Diante das questões voltadas a saúde animal e também de saúde pública nosso trabalho é fundamental para a cidade, pois com a castração, garantimos aos animais a prevenção de diversas doenças, que podem maltrata-los e aumentar o sofrimento”, enaltece o superintendente da Fundação do Meio Ambiente Ivan Réus.

O agendamento para o procedimento é feito nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 10h às 12 e na quarta-feira, das 8 às 12h e das 13 às 17h.  Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3431-3581, na Fundai.

Foto: Divulgação

Colaboração: Tânia Giusti

 

Notícias Relacionadas

Comissão organizadora discute medidas de segurança para a Agromel, em Içara

Prefeitura de Jacinto Machado abre inscrições gratuitas para castração de cães e gatos

A ação surgiu após a parceria da Administração Municipal com a Associação de Proteção aos Animais É o Bicho e apoio do Instituto SOS Bicho Urbano. A ação está marcada para os dias 14 e 15 de setembro, no ginásio de esportes de Jacinto Machado.

Cocal do Sul assina convênio com Unibave para castração de 30 animais de rua por mês

O objetivo é controlar o crescimento populacional de cães e gatos

Lauro Müller terá mutirão para castração em animais de rua e inscritos no CAD Único

Cerca de 200 animais de famílias inscritas no CAD Único da Assistência Social também terão microchipagem para os animais.