Saúde

Mamografia após vacina contra Covid não causa câncer de mama, alerta mastologista

Recomendação é que as mulheres não adiem o exame, mas informem se tomaram a vacina

Divulgação

O comunicado das sociedades de radiologia e mastologia, recomendado que mulheres vacinadas contra a Covid-19 adiassem a mamografia, repercutiu de forma negativa no país e em Santa Catarina. A Sociedade Catarinense de Mastologia alerta que o imunizante em conjunto com o exame não causam câncer e as pacientes não precisam se preocupar.

Segundo a médica mastologista Adriana Freitas, presidente da Sociedade Catarinense de Mastologia, toda vacina provoca uma reação imunológica. Ao receber a aplicação no braço, a imunidade se reflete nos gânglios axilares, o que pode confundir o resultado dos exames.

— No começo os americanos perceberam que aumentou muito a indicação de biópsia e o estresse da paciente. Porque ela não avisava pro radiologista que tinha tomado a vacina e vinham aqueles gânglios grandes na axilas que podem ser sinal de câncer de mama e acabava que o radiologista escrevia que era suspeita, a paciente passava um estresse e, no final de contas, era da vacina — explica a médica.

Com isso, foi publicada uma nota nos Estados Unidos alertando que o efeito da vacina poderia confundir o resultado do exame. As sociedades de radiologia e mastologia do Brasil fizeram o mesmo, com o objetivo de evitar essa confusão, sugerindo que a mamografia fosse feita antes da vacina, ou um mês depois. No entanto, segundo Adriana, a repercussão foi negativa.

— O que a gente quis dizer é: não se assustem se no seu exame aparecer um gânglio na axila, se você tomou vacina. Isso é normal — disse.

Alerta sobre câncer de mama

Conforme a médica, 60% da população não está rastreada para câncer de mama no país, já que muitas pacientes deixaram de fazer o exame durante a pandemia. Por isso, a recomendação é que as mulheres façam a mamografia, e que no questionário do exame, informem se tomaram a vacina contra a Covid-19.

— Os médicos já se estruturam para lidar com essa informação. Não tem que deixar de fazer exame nem adiar. Se avisar que tomou a vacina não tem confusão. Tem que tomar a vacina e tem que fazer a mamografia. O câncer de mama é a doença que mais mata mulheres no Brasil — alerta a médica.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Ciclone começa a perder força, mas chuva continua até a noite

Os rios da região se manterão como estão com tendência a terem a água escoada

Unidades de saúde de Cocal do Sul atenderão em horário especial aos sábados

Ação inicia neste sábado (13) e se estende até o dia 3 de setembro

VÍDEO: Veja momento em que placa de atacadista despenca e quase atinge carro

Moradores registraram o momento em que toda estrutura vai ao chão com a força do vento

Crianças agora podem denunciar casos de violência por meio de aplicativo

A plataforma "Sabe - Conhecer, Aprender e Proteger" ainda explica os tipos de violência e o que fazer se a criança enfrentar determinadas situações