Poder Executivo

Maracajá tem R$ 8,2 milhões no caixa para pavimentar rodovias

A administração municipal de Maracajá conclui o processo para financiamento com a Caixa Econômica Federal para execução de obras públicas no valor de R$ 7 milhões.

Foto: Divulgação

Em um prazo considerado “recorde” para elaborar projetos e cumprir todas as exigências técnicas e administrativas, a administração municipal de Maracajá concluiu nesta quarta-feira (24) o processo para financiamento com a Caixa Econômica Federal para execução de obras públicas no valor de R$ 7 milhões. O contrato foi firmado no início da noite, na sede da Superintendência Regional do banco, em Criciúma.

“Este dia 24 de abril entra para a história de Maracajá, os recursos que já estão à nossa disposição, serão utilizados para pavimentar os acessos às comunidades do Encruzo do Barro Vermelho até os limites com Araranguá, Espigão da Toca da BR-101 até o Morro da Cruz, Garajuva até a igreja e, ainda, o acesso ao Cedro”, disse o prefeito Arlindo Rocha, ao assinar o contrato de financiamento a ser pago em dez anos, com dois de carência.

Rocha estava acompanhado pelo vice-prefeito Ademir de Oliveira e a equipe técnica que se envolveu nos últimos meses para cumprir as exigências para que o financiamento fosse concedido pela Caixa Econômica Federal. Todos os vereadores foram convidados para acompanhar o ato, mas apenas Prezalino Ramos Neto atendeu o convite e ressaltou a importância do investimento.

O gerente regional da Caixa Econômica, Rudolfo Melo, e o gerente da agência da Caixa em Araranguá, Stuart Parente, parabenizaram a equipe técnica e administrativa da Prefeitura de Maracajá pelo cumprimento em tempo recorde as exigências legais e administrativas exigidas para concretização de todo processo, que culminou com o ato de assinatura de contrato, no início da noite desta quarta-feira (24).

Sem um financiamento como o conquistado junto a Caixa Econômica, em situações normais, para pavimentar os quatro acessos às comunidades escolhidas, na avaliação do prefeito Arlindo Rocha, “seriam necessários mais de 15 anos e com estes recursos executaremos as obras antes do final do nosso mandato”. Além destes R$ 7 milhões, a Administração Municipal já tem outros R$ 1,2 milhão do Badesc para pavimentação de parte do acesso ao Encruzo do Barro Vermelho.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Maracajá 

Notícias Relacionadas

Projeto de futuro loteamento pode render até R$ 35 milhões ao josefinos em Orleans

Decreto de utilidade pública expedido pela prefeitura pretende impedir possível especulação imobiliária de área estratégica. A intenção é adquirir o local para investimentos em educação, cultura, esporte e lazer

Iniciam trabalhos de recuperação da rua que dá acesso a Pindotiba, em Orleans

Acidentes com motos deixam feridos em Braço do Norte e Pedras Grandes

Em um dos acidentes, uma colisão frontal entre as motocicletas. Segundo a PMRv, em ambos, a falta de atenção está relacionada entre os motivos.

Clinivida investe R$ 3 milhões em equipamentos de última geração para saúde em Orleans

O aparelho de tomografia e o mamógrafo serão equipamentos inéditos na cidade. Com grande investimento, a Clinivida quer transformar Orleans em Polo da Saúde