Geral

Melhor em Casa: portaria autoriza Braço do Norte a contratar equipe multifuncional

O prefeito, Beto Kuerten Marcelino, comemorou a notícia

Divulgação

Boa notícia para encerrar a semana em Braço do Norte: a portaria do Ministério da Saúde, que habilita a equipe multiprofissional para o programa Melhor em Casa, esperada para novembro, foi publicada hoje, dia 13 de agosto.

O prefeito, Beto Kuerten Marcelino, comemorou a notícia: “Estávamos esperando para o final do ano, mas fomos surpreendidos com a publicação da portaria hoje. Assim vamos agilizar a contratação da equipe multifuncional e poderemos iniciar, em breve, o Programa Melhor em Casa, oferecendo saúde de primeiro mundo aos nossos cidadãos”.

Há 10 dias, em 3 de agosto, Beto esteve no Ministério da Saúde, em Brasília, acompanhado do deputado federal Ricardo Guidi, e recebeu a notícia do deferimento do programa. Com isso, o Município aguardava para o final do ano a publicação da portaria que autoriza a contratação da equipe.

O objetivo do programa Melhor em Casa é levar atendimento médico às casas de pacientes crônicos sem agravamento ou em situação pós-cirúrgica, pessoas com necessidade de assistência, idosos, entre outros, evitando internações hospitalares desnecessárias e as filas dos serviços de urgência e emergência. O repasse federal para a realização do programa é de R$ 480 mil por ano.

A equipe multiprofissional será formada por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, assistente social, psicólogo, farmacêutico, nutricionista e fonoaudiólogo. Com o Melhor em Casa o Município facilitará o atendimento de pessoas com necessidades especiais e limite de deslocamento, com atendimento nos sete dias da semana, 12 horas por dia. “Atender as pessoas em casa, de forma preventiva e curativa, é saúde de primeiro mundo e é isso que estamos trabalhando para trazer para Braço do Norte”.

Conforme Beto, a intenção é que o programa Melhor em Casa também seja uma ferramenta fundamental no tratamento de pacientes do pós-Covid. “Muitas vezes, constata-se a necessidade de reabilitação pulmonar, nutricional e até de apoio psicológico nos pacientes pós-Covid mais graves, que chegaram a ser intubados”.

Outra vantagem do programa é que os pacientes pós-Covid passarão a ser monitorados por mais tempo por uma equipe em condições de fornecer oxigênio ou terapia intravenosa em casa, e que prestarão os cuidados necessários a ele até que cessem todos os sintomas pelos quais foi hospitalizado.

Notícias Relacionadas

Vidro traseiro do carro é quebrado com lajota e carteira é furtada em Orleans

Posteriormente, a carteira e os documentos foram encontrados jogados na beira da Estrada Geral Rio Novo.

Contato Internet Contrata em Tubarão

Homem com mandado de prisão por homicídio é detido pela Polícia Militar de Criciúma

Ele foi flagrado pela PM durante o atendimento de ocorrência na qual cinco homens estariam agredindo um outro homem em via pública.

Menino tem 80% da audição comprometida; família busca ajuda para cirurgia em Criciúma

Valor total é de R$9 mil e será feita no dia 18 de outubro, no hospital São José.