Saúde

Menino de SC escreve carta de Natal, ganha voo para ‘falar com Deus’ e pedir ajuda para pai que sofreu infarto

Gabriel Dutra de 11 anos fez um 'pedido diferente' para o Pelznickel, personagem folclórico tradicional de Natal, em Guabiruba.

Divulgação

Um garoto de 11 anos resolveu fazer um “pedido diferente” de Natal neste ano, com o objetivo de ajudar o pai doente. Gabriel Dutra escreveu uma carta, que foi recebida pela Sociedade do Pelznickel, personagem folclórico tradicional de Guabiruba, que pedia um avião emprestado para poder ir ao céu e “falar com Deus” para que o pai dele ganhar um coração novo.

“Queria te fazer um pedido, porque sei que minha cartinha vai chegar até você: queria pedir para falar com o patrão da minha mãe e pedir um avião emprestado para poder ir ao céu e falar com Deus. Que o nosso presente de Natal neste ano seja que o papai do céu dê um coração novo para o papai”, diz em um dos trechos da carta (leia íntegra abaixo).

Além de chamar a atenção do grupo e viralizar nas redes sociais, o pedido do voo foi atendido na quinta-feira (9).

O pai do menino, Amarildo Debatin, sofreu um infarto enquanto fazia compras com a mulher em um supermercado no dia 12 de outubro. O acidente deixou sequelas e coração dele passou a funcionar com 22% da capacidade, o que o impede de trabalhar e faz com que precise ficar em repouso.

O pedido do filho causou surpresa na mãe, Amanda Dutra, que trabalha fazendo limpeza em uma fazenda aeronáutica em Brusque. Ela tem mais dois filhos, Guilherme, de 10 anos e Maria Fernanda de 5. Há cerca de 15 dias, o marido teve um novo princípio de infarto, e quando ela chegou do hospital o filho falou da cartinha que havia escrito.

“Eu via que enquanto trabalhava ele ficava sentadinho com aquele papel na mão perto dos aviões, e ficava pedindo para eu ler”, explica Amanda.

A carta foi encaminhada pela internet para a Sociedade do Pelznickel e começou a repercutir nas redes sociais após um vídeo. Depois disso, a equipe da Pelicano Escola de Aviação, que fica dentro do local em que Amanda trabalha, realizasse o desejo do menino.

Amanda conta que essa foi a primeira vez que Gabriel voou de avião, e que ficou com medo no início, mas não desistiu de realizar o sonho.

Leia a carta na íntegra

“Oi Pelznickel. Eu me chamo Gabriel, tenho um irmão e uma irmã, Guilherme e Maria Fernanda. Eu queria neste Natal poder ganhar um presente bem legal, mas meu pedido esse ano vai ser diferente. Pelznickel, queria te fazer um pedido, porque sei que minha cartinha vai chegar até você: queria pedir para falar com o patrão da minha mãe e pedir um avião emprestado para poder ir ao céu e falar com Deus. Que o nosso presente de Natal neste ano seja que o papai do céu dê um coração novo para o papai, porque o dele está funcionando 22%. Pelznickel, esse o presente que eu, meu irmão, minha irmã e minha mãe queremos de Natal. Minha mãe trabalha bastante para cuidar de nós e ajudar o pai a comprar os remédios. Eu logo vou crescer e trabalhar para ajudar a minha mãe, porque nós queremos que meu pai melhore logo e possa brincar de bola com a gente, e pegar a minha irmã no colo”.

Rifa

O pai de Gabriel está em uma fila de espera para poder colocar um marcapasso, aparelho que ajuda a controlar os batimentos cardíacos. A família tem custeado os gastos mensais com medicamentos e está fazendo uma rifa para ajudar com as despesas, que tem como prêmio um edredom. Cada bilhete custa R$ 5 e pode ser comprado com Amanda. O sorteio será no dia 20 de dezembro.

O que é o Pelznickel?

O Pelznickel é uma figura folclórica trazida pelos imigrantes alemães, muito presente na cidade de Guabiruba. O Pelznickel, ou Papai Noel do Mato, é um ajudante de São Nicolau que sai da mata onde reside para recompensar aqueles que fizeram boas ações e cobra obediência de quem não foram.

“Natal é acreditar que pode ser um ano melhor, que o dia pode ser melhor, que o ano e a nossa vida pode ser diferente”, diz o Pelznickel em vídeo publicado nas redes sociais ao ler a carta do garoto.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma realiza ação para relembrar um ano de vacinação e início da aplicação em crianças

Há um ano, a primeira dose da vacina contra Covid-19 era aplicada em Criciúma

Criciúma é a única cidade da Amrec a conquistar medalhas de ouro na Obmep

Ao todo, 100 alunos das escolas municipais são premiados com medalhas e menções honrosas, além de quatro professores que também foram destaques

TeleCovid: mais de 1200 atendimentos são realizados no primeiro dia

Serviço de atendimento remoto foi retomado nessa terça-feira

Fiz o Enem, que curso escolher agora? Orientadora profissional comenta afirma que curso precisa ter o DNA de cada um

A resposta pode estar nas questões básicas diárias para compreender as áreas de interesse