Segurança

Menores confessam participação em assassinato brutal em Araranguá

Polícia Civil foto de arquivo

Foto: Divulgação

Dois adolescentes com envolvimento na morte de uma mulher, de 39 anos, em Araranguá, foram apreendidos pela Divisão de Investigação Criminal – DIC.

Os menores, de 16 e 17 anos, foram encontrados na comunidade conhecida como “Buraco Quente”, após terem sido flagrados por imagens de câmaras de videomonitoramento.

De acordo com o delegado Lucas Fernandes da Rosa, coordenador da DIC, ainda há um terceiro envolvido, que segue foragido. Os rapazes foram identificados após a Polícia Civil acompanhar o trajeto que fizeram até em casa pelas câmeras segurança.

“No local onde eles abandonaram veículo, foi possível vê-los tentando empurrar o carro. Havia acabado a gasolina, mas eles pensaram haver um problema mecânico”, afirma.

Os policiais já os conheciam e sabiam do envolvimento deles com o tráfico de drogas. Na delegacia, o mais novo negou a participação no crime. Contudo, disse que sabia que o foragido e o outro apreendido realizariam o assassinato. Já o mais velho relatou que estava junto no momento do homicídio, mas que não teria sido o responsável pelas pauladas. A dupla foi encaminhada ao Ministério Público e aguarda na delegacia a internação.

Nova versão ao caso

De acordo com o delegado, a vítima havia dito aos familiares que iria à Unidade de Pronto Atendimento – UPA naquela madrugada. “Mas, depois obteve-se a informação de que ela teria ido à comunidade de Buraco Quente. A mulher seria usuária de drogas e a motivação ao crime seria porque ela estaria devendo para um dos envolvidos”, explica Rosa.

Ainda, conforme o delegado, naquela madrugada os três teriam entrado de forma consensual no carro da vítima. “Entretanto, no meio do caminho, os menores resolveram matá-la”, aponta. A vítima foi agredida com pauladas no rosto e na cabeça. As vestes lhe foram arrancadas e o corpo coberto por galhos.

Com informações do Portal DN Sul

Notícias Relacionadas

Assistentes sociais do Poder Judiciário estudam garantia do direito à convivência familiar de crianças e adolescentes

Os nove pesquisadores integrantes do grupo trabalharam na elaboração de um subprojeto para a produção e disseminação de conhecimentos e o aperfeiçoamento de metodologias de trabalho na área

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Homem mata esposa e depois se suicida em Braço do Norte

No quarto do casal, local onde ocorreu o crime, foi encontrada uma faca de serra branca e um facão. O homem morreu no hospital.