Geral

Mesmo com a pandemia, Santa Catarina atrai mais empresas e investimentos

Divulgação

Dados apresentados pela Junta Comercial (Jucesc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), mostram um crescimento na retomada econômica e no índice de confiança do investidor. Com um saldo positivo de 344 novos empreendimentos, Santa Catarina teve 74% a mais de empresas que aportaram em terras catarinenses do que as que migraram para outras regiões.

Outro destaque está na abertura de empresas, quando comparado ao mesmo período do ano passado. De um total de 144.092 constituições, o Estado obteve um saldo positivo de 97.947, entre 1º de janeiro e 3 de novembro de 2020. Um crescimento de 14,4%, em relação a 2019 que teve um saldo de 85.457.

“Sou uma aliada do empreendedorismo e a minha gestão não poderia ser diferente. Esses números apresentados pela Jucesc mostram que a retomada econômica em Santa Catarina continua demonstrando resultados positivos, assim como ressaltam toda confiança dos investidores em nossa economia diferenciada, no trabalho dos catarinenses e nesse governo parceiro dos empreendedores”, destaca a governadora Daniela Reinehr.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, o Governo de Santa Catarina recebe o investidor no estado com tapete vermelho, com ações e programas que incentivam geração de renda e novas oportunidades.

“Santa Catarina se destaca no cenário nacional e os números comprovam. Temos um estado pujante, uma economia diversificada e nosso propósito aqui é trabalhar de forma colaborativa e criativa para desenvolver políticas de estado, perenes, que promovam ainda mais este desenvolvimento, atraindo empresas e apoiando as que aqui estão”, pontua Siqueira.

Divulgação

Para o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs, os números comprovam a resiliência do empreendedor e sua capacidade de atuar com criatividade e inovação na busca de uma nova realidade de crescimento empresarial em Santa Catarina.

“Trabalhamos com otimismo na retomada da economia catarinense e na melhoria real e objetiva do ambiente de negócios. Apesar das dificuldades trazidas pela pandemia, Santa Catarina se destaca nos comparativos com 2019. Somos um povo trabalhador, que supera adversidades e o Estado tem um papel fundamental na manutenção dos empregos e na geração de renda”, frisa Bugs.

Mais de 82 mil MEIs

A formalização do microempreendedor individual foi uma das alternativas para geração de renda desde o início da pandemia do novo coronavírus. É o que também revelou o relatório da Jucesc. O Estado apresentou um saldo positivo de 61.994 novas MEIs, resultado de 80.412 constituídas e 18.418 extintas, de 17 de março até 3 de novembro. No ano de 2020, já são mais de 82 mil MEIs em solo catarinense.

Intenção de investir

De acordo com dados divulgados pela Federação das Indústrias de SC (Fiesc), quando se trata do índice de intenção de investimento no Estado, SC marcou 73,2 pontos no mês de outubro, a sexta alta consecutiva. Representando o maior resultado para a série histórica.

Notícias Relacionadas

Brasil segue em 3º no ranking da Fifa

Com o 100% nas eliminatórias, seleção de Tite diminui a distância para a França

Içara abre segundo Centro de Triagem a partir de segunda-feira (30)

Atendimentos acontecerão na sede do departamento de Fomento a Atividades Inclusivas (FAI)

Suspeito de ser autor de assaltos e tentativa de estupro é preso em Imbituba

Em um dos assaltos, o homem coagiu uma mulher e tentou estuprá-la

Taxa de desemprego passa de 13,3% para 14,6% no terceiro trimestre

Total de pessoas com carteira assinada caiu 2,6%