Geral

Mineiros estão em greve após recusar proposta do sindicato patronal

A greve iniciou à meia-noite desta segunda-feira (24)

Arquivo/Daniel Búrigo /A Tribuna

Após uma assembleia dos mineiros na manhã do último sábado, os trabalhadores decidiram entrar em greve nos municípios da Região Carbonífera a partir desta segunda-feira (24). Os mineiros estão pedindo a unificação dos pisos salariais, além de plano de saúde, estabilidade pré-aposentadoria, lanche adequado e o reajuste de 7% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O Sindicado Patronal ofereceu o reajuste de 5,15% para os trabalhadores que recebem abaixo do piso e de 5,88 para os funcionários que recebem o piso salarial. A proposta não foi aceita e os mineiros iniciaram a greve nesta segunda. A expectativa é que dois mil trabalhadores participem da greve, que deve ocorrer de forma gradual.

A primeira paralisação ocorre na Carbonífera Metropolitana de Treviso durante esta segunda, terça e quarta-feira. A segunda empresa a ter greve será a Rio Deserto nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro. Na Carbonífera Belluno os mineiros param os trabalhos nos dias 2, 3 e 4 de março e, por fim, a Carbonífera Catarinense é afetada com a paralisação nos dias 4, 5 e 6 de março.

O Sindicato Patronal busca novas negociações para resolver a greve.

Notícias Relacionadas

Após mais de 2 meses desaparecida, adolescente de 13 anos é resgatada de acampamento em mata de SC

Polícia Civil investiga suspeita de cárcere privado. Vizinho de 51 anos é procurado.

Médica é condenada por morte de paciente após cirurgia em Orleans

O fato aconteceu em setembro de 2014, quando a vítima havia sido internada para a retirada de um cisto no ovário.

Ladrão é preso com celular roubado após ser rastreado pelo aparelho em Criciúma

A ocorrência foi registrada por volta da 1h desta terça-feira (22) no Bairro Comerciário.

Mãe pede medida protetiva após filho agredir família em Braço do Norte

O filho agrediu a irmã de 9 anos e quebrou objetos em casa