Saúde

Ministério da Saúde reduz intervalo da dose de reforço contra Covid

Segundo Marcelo Queiroga, objetivo é ampliar a proteção contra a variante ômicron da Covid

Divulgação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou neste sábado (18) a redução do intervalo de aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid de cinco para quatro meses. Segundo ele, o objetivo é ampliar a proteção contra a variante ômicron.

— A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir hospitalizações e óbitos, em especial em grupos de risco — afirmou em seu perfil oficial de rede social.

O ministro informou que a portaria com a modificação será publicada na próxima segunda-feira (20). “Informem-se sobre o calendário vacinal de seu município e veja se já chegou a sua vez”, postou.

Mais cedo, Queiroga disse que a pasta decidiu estabelecer um procedimento mais longo para autorizar a imunização de crianças de 5 a 11 anos e só vai anunciar a decisão sobre o assunto em 5 de janeiro, apesar da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a vacinação deste grupo. Segundo o ministro, o prazo mais extenso é importante por se tratar de um “tema sensível”.

— A Anvisa, através de uma decisão de uma gerência própria, incluiu a vacina da Pfizer para aplicação em crianças na faixa etária entre 5 e 11 anos — disse.

Mas, segundo Queiroga, a “introdução desse produto no âmbito de uma política pública requer uma análise mais aprofundada” do ministério. Em sua avaliação, só a autorização da Anvisa não era suficiente para que a vacinação fosse colocada em prática.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Saúde lança nova versão da caderneta de saúde para crianças

Novo modelo será enviado aos estados e municipios até março

Cachoeira é interditada por tempo indeterminado após queda que matou jovem em SC

Leticia Silva Budal, de 20 anos, morreu após cair aproximadamente 50 metros dentro da cachoeira

SC tem 20 vezes mais pacientes em tratamento contra Covid do que no Natal

Em 25 de dezembro, estado tinha 1.987 casos ativos contra 45.915 de sexta-feira. SC enfrenta filas nos postos de saúde e unidades fechadas por causa do afastamento de profissionais da área.

Um ano de vacinação contra Covid-19 com início da imunização de crianças

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos é a forma que SC celebra data