Segurança

Modelo foi assassinada pelo namorado, conclui Polícia Civil de Imbituba

Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil da Comarca de Imbituba concluiu, na tarde desta sexta-feira (25), o Inquérito Policial que investiga a morte da modelo gaúcha Isadora Viana Costa, ocorrida no edifício residencial Imbé, na área central de Imbituba, na manhã do último dia 8 de maio.

Até então, tratava-se a morte uma parada cardiorrespiratória, como resultado de uma problema cardíaco da vítima. Com o resultado do laudo pericial de causa da morte por trauma abdominal, caso passou a ser investigado como homicídio qualificado por feminicídio.

Diante de evidências, o delegado Raphael Rampineli encaminhou ao Judiciário um pedido de prisão preventiva contra o namorado de Isadora, o empresário do ramo de cartórios, P.O.X.F., morador do apartamento. O nome do acusado não foi divulgado pela Polícia Civil. A investigação concluiu também que a morte de Isadora ocorreu entre 6h20min e 7h30min da manhã do dia 8 de maio e que, nesse momento, só estavam no local do fato a vítima e P.O.X.F..

A equipe do delegado Rampineli obteve então, com Instituto Médico Legal – IML, a confirmação de que o trauma sofrido não poderia ter sido causado por ingestão de qualquer tipo de substância, pequena queda ou mesmo por manobras de reanimação cardiorrespiratórias, mas sim, que a lesão, tendo em vista o cenário de um apartamento habitual, só poderia ter sido causada com a ação de outro ser humano.

Diante das evidências colhidas e dos relatos prestados por dezenas de testemunhas, a Delegacia de Imbituba concluiu o Inquérito Policial com o indiciamento do suspeito pela prática do crime de homicídio qualificado por feminicídio e, por consubstanciar que havia os requisitos cabíveis previstos em Lei, representou pela prisão preventiva do suspeito e encaminhou ao Poder judiciário local para apreciação.

Com informações do Portal A Hora

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio