Segurança

Morador tem ataque de fúria, ameaça esposa com facas e acaba morto pela PM em SC

PM afirma ter tentado contê-lo de outras formas, mas não foi possível

Divulgação

Uma ocorrência de violência doméstica terminou com o suspeito morto pela Polícia Militar em Itajaí nesta segunda-feira (1º). Alterado, o homem de 31 anos usava duas facas para ameaçar a companheira de morte. Depois de algumas tentativas de contê-lo, os policiais dispararam contra ele, que mesmo assim não parou o ataque. O morador morreu na área externa da própria casa.

De acordo com a PM, as equipes foram acionadas no começo da madrugada. Quando chegaram à residência, encontraram o autor “completamente alterado no quintal”, conforme o relato, com duas facas nas mãos ameaçando de morte a companheira, de 24 anos,. Ela se trancou no imóvel enquanto ele rodeava o local para alcançá-la.

Os policiais tentaram conversar com o homem, que inquieto andava de um lado para o outro batendo com as facas no portão, em direção aos agentes. As ameaças passaram a ser direcionadas às autoridades. Ainda segundo o relato da instituição, depois de vários pedidos para que o autor largasse as facas serem ignorados, um dos soldados usou uma arma de choque para tentar imobilizá-lo.

Mesmo no chão e sofrendo a descarga elétrica por três vezes, ele avançou em direção aos policiais, que fizeram os cinco disparos em legítima defesa, sustentaram em depoimento. Mesmo ferido, o homem teria continuado o ataque de fúria, não largando a faca, que foi arrancada da mão dele com um chute. O Samu foi chamado, mas não havia como reverter a situação.

A mulher teria contado à polícia que o parceiro estava há três dias sem dormir e se tornava agressivo quando fazia uso de cocaína e álcool, como ocorreu no dia. Ele já teve outros episódios de surtos semelhantes, que precisaram de intervenção policial. A perícia foi ao local para enviar as análises e auxiliar no inquérito da Polícia Civil.

As câmeras nas fardas gravaram todo o episódio e devem ser disponibilizadas para o delegado. A PM também abriu inquérito para apurar as circunstâncias, procedimento adotado sempre que há morte de civis.

*Os nomes não foram revelados para preservar a vítima da violência doméstica.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Jovem morre afogado após salvar criança e adolescente no rio em SC: “Herói”

Corpo de Eduardo Cordeiro foi encontrado na manhã deste domingo (5)

Criança de seis anos é resgatada após queda de dois metros, em Paulo Lopes

Aeronave transportou a vítima até o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

Defesa Civil de SC emite alerta para temporais neste domingo com vento forte e granizo

Dia de altas temperaturas pode ter registro de chuva intensa em um curto intervalo de tempo por todo o Estado, de acordo com a Epagri/Ciram

Beach clubs de Jurerê têm que demolir estruturas feitas após 2005, determina STF

Para o advogado, o STF não determina a demolição das estruturas, e afirma que elas podem ser "readequadas" a partir de requerimento