Política

Moradores de Orleans e região podem votar nas eleições italianas

Foto: Divulgação

Os cidadãos italianos que residem no exterior, nascidos ou não na Itália – ou seja, todos aqueles que possuem cidadania italiana podem participar das eleições italianas e escolher  representantes na Câmara dos Deputados e no Senado da República.

Entretanto, é necessário estar com o endereço no AIRE (Cadastro dos Italianos Residentes no Exterior ) atualizado. O voto é realizado por correspondência.

As “eleições políticas” italianas estão marcadas para o dia 4 de março. Mas no exterior, as votações iniciam a partir da próxima semana com inicio da distribuição do material eleitoral pelos correios. O voto de cada eleitor  deverá chegar aos consulados antes das 16 horas do 1º primeiro de março. A computação dos votos acontecerá em Roma.

Em toda a América do Sul estão aptos a votar mais de 1,3 milhão de eleitores (para o Senado só votam os maiores de 25 anos), 351 mil dos quais no Brasil e  mais de 700 mil na Argentina, que é o maior colégio eleitoral da área, com mais da metade da soma de todos os outros países.

direção da TV Câmara acaba de confimar à realização do debate com os candidatos ao Parlamento Italiano nas eleições que se desenvolverão por correspondência em todas as comunidades italianas fora da Itália nesta segunda quinzena de fevereiro. O debate será realizado em Brasília, dia 15 (quinta-feira após o carnaval), com transmissão ao vivo da emissora para todo o território nacional.

Notícias Relacionadas

Empresário de Criciúma é preso ao trazer mercadorias da Itália sem pagar impostos

PSD, PP e PSB

Estudantes e professores da Satc se preparam para mais um intercâmbio na Itália

Grupo vai viajar no mês de dezembro para as cidades de Vittorio Veneto e Conegliano

Grupo da Satc chega a última semana de intercâmbio na Itália

No roteiro, visita a cidades e locais históricos. Intercambistas iniciam retorno ao Brasil no domingo