Poder Legislativo

Moradores do interior de Orleans relatam dificuldades do Ensino Integral

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

Os pais de estudantes que moram no interior de Orleans e que frequentam a Educação Integral no Ensino Médio, implantado na Escola de Educação Básica Toneza Cascaes neste ano, estiveram representados por Luzia Salvalagio, que fez uso da tribuna na Câmara de Vereadores durante a noite dessa segunda-feira (2).

Na oportunidade, ela falou sobre os transtornos enfrentados pela família para que os estudantes estudem durante todo o dia. “Sabemos que a responsabilidade é do Governo do Estado, porém, para mostrar nossos descontentamentos e dificuldades, vindo aqui é uma maneira de nos expressar e buscar o apoio dos senhores que são nossos representantes junto ao Governo do Estado”, explicou ela.

“É viável que o aluno saia de casa entre 5h30min e 6h, retornando somente às 19 horas e ainda com tarefas a fazer? No dia seguinte, precisam retornar ao colégio cedo. Ou, a segunda opção que nos restou, que é o estudo noturno e que nos causa duas grandes preocupações. Isso porque o transporte não vai a todos os lugares. Os pais assumem o compromisso de irem levar e buscar os adolescentes até onde o transporte passa. O outro motivo de nossa preocupação é de que a idade dos alunos é de 14 a 16 anos e, neste horário, o caminho da escola se torna perigoso”, acrescentou ela.

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

A orleanense destacou ainda que causa descontentamento aos pais ver os estudantes saindo de casa cansados. “Queremos que nossos filhos saiam de casa motivados a estudar e não como está acontecendo, em que, em muitos casos, os alunos estão sem se alimentar, estressados e cansados com tudo que precisam enfrentar. Dizem que o período integral é a solução para o futuro, mas, primeiramente, necessita-se de estrutura”, argumentou.

Segundo Luzia, as condições não são as mesmas para quem mora na área urbana e na área rural. “É injusto e desigual achar com que os alunos do interior e da cidade têm as mesmas condições de chegarem ao colégio. Nosso apelo é para que se formem turmas no período vespertino regular, pois assim o transporte é mais condizente com nossa realidade. Pedimos a compreensão e o apoio dos senhores”, solicitou.

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

Os vereadores de Orleans, por sua vez, se colocaram à disposição para levar a reivindicação ao Governo do Estado. Conforme o vereador Hildegart Thessmann Durigon (PSDB), representantes da Prefeitura de Orleans já apresentaram a realidade à Gerência Regional de Educação – Gered, falando sobre as dificuldades enfrentadas e explicando sobre a necessidade de novas alternativas e de um tempo de adaptação, que não ocorreu. Com isso, segundo ele, há uma evasão bastante grande.

O vereador Udir Luiz Pavei (PSD), o Dija, também se manifestou. “Sabemos que vocês não são contrários ao projeto, mas sim, defendem adequações para que aconteça. Penso que devemos realmente mostrar os problemas à Gered e, de fato, somos favoráveis à solicitação de vocês”, afirmou. O vereador Antônio Dias André (MDB), o Geada, parabenizou a atitude dos pais. “A ação de vocês é louvável e muito importante. Acredito que teríamos que formalizar nesta Casa Legislativa um documento, junto à Administração Municipal e Secretaria Municipal de Educação, para unirmos força e chegarmos ao Governo do Estado com mais resistência quanto às questões apresentadas. É claro que o Ensino Integral é muito importante e fornece mais conhecimento que o regulamentar. Porém, nem todas as regiões foram estudas para que fosse aplicado. Para quem mora no interior, é mais realmente mais difícil e isso deve ser revisto”, sugeriu Geada.

Confira os pronunciamentos através do vídeo abaixo:

Notícias Relacionadas

Santa Catarina recebe o maior congresso de educação do Sul do Brasil

12º Educasul contará com palestras de educadores renomados que irão falar sobre os problemas e as soluções para reduzir a evasão escolar no Ensino Médio.

Presidentes das ACIs do Extremo Sul se reúnem para Plenária da Facisc, em Orleans

Vereadores de Orleans aprovam instituição da Semana Laranja dedicada à prevenção às deficiências

Vereadores de Orleans aprovam Projeto de Lei que institui o Dia Municipal da Fibromialgia

De autoria da vereadora Mirele Debiasi, projeto dispõe sobre filas de atendimento e vagas para estacionamentos preferenciais.