Geral

Moradores ficam sem água em Capivari de Baixo

A empresa disse que o problema foi resolvido nessa sexta-feira, e informou que, ainda neste sábado, a água deve retornar às casas do município

Foto: Divulgação

Moradores de alguns bairros de Capivari de Baixo estão sem água há mais de uma semana. Segundo eles, os bairros afastados do Centro são os mais atingidos, dificultando as tarefas do dia a dia. As informações são do Diário do Sul.

Segundo Josane da Silva Francisco, que mora no bairro Vila Flor, o feriado do dia 15 de novembro foi marcado pelo início da falta d’água. “Desde então, durante o dia, ficamos sem. O abastecimento volta na madrugada. Mas, mesmo possuindo caixa d’água, não acumula o suficiente para usar durante o dia”, explica Josane.

A família precisa comprar bombonas de água para usar na hora de preparar as refeições, e também no consumo. “Liguei várias vezes para a Águas de Capivari, mas só ontem eles me deram retorno sobre o que tinha acontecido. Eles podiam nos avisar dos problemas, assim a população estaria melhor informada. Eles disseram que já arrumaram o problema, mas a falta de água continua”, conta a moradora.

Situação deve ser normalizada

Segundo a atendente comercial da Águas de Capivari, o problema registrado no feriado de 15 de novembro, no bairro Ilhotinha, foi na rede – o que acabou gerando falta de água em diversos bairros do município. Esse problema já foi resolvido. Mas, nesta semana, outras duas bombas que ficam próximas à Fucap queimaram, provocando uma nova onda de falta d’água em diferentes bairros de Capivari de Baixo.

A empresa disse que o problema foi resolvido nessa sexta-feira, e informou que, ainda neste sábado, a água deve retornar às casas do município

Notícias Relacionadas

Engavetamento com cinco carros deixa feridos na BR-101

Acidente ocorreu na manhã desta quarta-feira (30), no limite entre Capivari de Baixo e Tubarão. Entre os veículos envolvidos, um carro-forte.

Samae de Orleans celebra 47 anos de fundação e inaugura obras de reforma da sede

Investimentos de quase meio milhão de reais visam oferecer um atendimento com mais qualidade aos consumidores e melhores condições de trabalho.

Casan pede que consumidores economizem água por causa da escassez de chuvas

Ações como evitar lavar calçadas, pátios e carros ajudam. Níveis dos rios que abastecem cidades baixaram.

Cidades do Sul querem participação nos lucros da Casan

Os seis municípios, abastecidos pela barragem do Rio São Bento, podem formar um Consórcio para captação, tratamento e distribuição da água para região