Segurança

Moto vermelha é utilizada em três assaltos a estabelecimentos em Imbituba

Os crimes teriam sido praticados com a utilização da mesma motocicleta. Os crimes ocorreram nos bairros Alto Arroio, Mirim e Boa Vista.

Viatura PM

Foto: Arquivo / Sul in Foco

Três estabelecimentos foram assaltados ao longo desta terça-feira (31) em Imbituba. Os crimes teriam sido praticados com a utilização da mesma motocicleta. Os crimes ocorreram nos bairros Alto Arroio, Mirim e Boa Vista.

Conforme informações da PM, o primeiro crime ocorreu por volta de 12h30min em uma mercearia. O assaltante, em uma moto vermelha anunciou o assalto, ameaçou o proprietário com uma arma e levou o dinheiro do estabelecimento.

Logo após, outro assalto foi registrado no bairro Mirim. Novamente, em uma motocicleta de cor vermelha, o assaltante invadiu um bar e realizou o assalto, levando todo o dinheiro do caixa.

Já por volta de 16 horas, o último assalto foi registrado em outro estabelecimento comercial, desta vez no bairro Boa Vista. Neste último, o assaltante chegou novamente ao local com uma motocicleta vermelha. Desta vez, o assaltante estaria bastante alterado e agrediu o proprietário batendo com a arma. Todo o dinheiro foi levado.

O assaltante teria fugido por uma estrada de chão no sentido a Laguna. A Polícia Militar não confirma que os assaltos tenha sido praticados pelo mesmo assaltante. Ninguém foi preso.

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Correntista de Imbituba receberá com juros e correção valor retirado da conta sem sua autorização

Sem seu conhecimento e autorização, em janeiro de 2015, R$ 19 mil foram transferidos de seu domínio para a conta de outra pessoa.