Política

Mourão compara prisão de Temer a Lula: ‘Muito ruim para o país’

O ex-presidente foi preso na manhã desta quinta-feira (21) em ação desmembrada da Operação Lava Jato.

Foto: Divulgação

O presidente em exercício, general Hamilton Mourão (PRTB), comparou a prisão do ex-presidente Michel Temer à do Lula e disse que as acusações podem ser negativas para a imagem do Brasil. “É muito ruim para o país ter um ex-presidente preso”, disse, ao emendar que as investigações devem continuar.

Mourão alegou estar “por fora” do assunto e, por isso, não tinha expectativas quanto à prisão de Temer. Questionado se as acusações podem atrasar as votações no Congresso, principalmente a da reforma da Previdência, ele adiantou que a programação deve continuar, mas os parlamentares podem ser afetados com a notícia.

“Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. A realidade é que fica todo mundo naquela situação igual cachorro em canoa né, querendo se equilibrar”, completou Mourão.

O ex-presidente Michel Temer foi preso na manhã desta quinta-feira (21/3), como parte de inquéritos referentes a desmembramentos da Operação Lava Jato. A Polícia Federal também tem como alvo o ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia).

A operação chama-se Descontaminação e cumpre oito mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná e no DF. Parte da apuração se refere ao pagamento de propinas para a construção da usina Angra 3, no Rio de Janeiro.

Com informações do site Metrópoles

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Santa Catarina salta 16 posições e está entre os estados com menor incidência da doença no país

As estratégias de isolamento social e combate ao coronavírus levaram Santa Catarina a avançar para posição de destaque nacional no enfrentamento à pandemia.

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito